O canto da sereia e a emoção do último sobrevivente

Bruna Talarico, JB Online

RIO - Seu Vicente Matos parece ter voltado ao tempo. Trinta e três anos depois de brilhar na avenida com o samba A lenda das sereias e os mistérios do mar, o único autor vivo da música retornou ao Sambódromo para desfilar em emoção. Ao ver a Marques de Sapucaí cantar com a Império Serrano o samba, não se conteve em alegria.

- É a maior emoção da minha vida. Estou muito feliz com essa reedição do samba - declarou Vicente, 70 anos, ao fim do desfile da escola, que abriu a disputa deste ano.