Jornal do Brasil

CadernoB

Museu de Astronomia do Rio disponibiliza visita virtual

Jornal do Brasil

O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), que integra o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, encontrou uma maneira de fazer atividades para visitantes mesmo após o fechamento ao público externo por tempo indeterminado. A solução foi usar a internet para permitir que os interessados possam desfrutar de muitas atividades lúdicas e informativas do espaço, no momento em que as autoridades de saúde recomendam o recolhimento para evitar a propagação do novo coronavírus.

Homem na Lua

Quem acessar o endereço vai poder passear por exemplo na Experiência de Realidade Virtual sobre o Homem na Lua, que utiliza a plataforma SuperViz. O visitante vai conseguir interagir na superfície lunar e ainda ler textos e ver fotos e vídeos. O acesso à multiplataforma pode ser feito por meio de computadores, de tablets e de smartphones. Basta deslocar o cursor na tela e clicar sobre a opção escolhida para abrir. Aliás, o celular inteligente permite o modo de visualização imersivo, com o uso de aparelhos de realidade virtual.

Visita Remota

Em outro endereço o visitante vai ter outra viagem: um passeio virtual, com direito a tour 360°, pelo Campus do MAST e do Observatório Nacional. A navegação é simples e o visitante pode escolher os locais com um click no menu da tela inicial. Com sete categorias de informação, as opções são em português e em inglês.

Estará à disposição do público um conteúdo gravado, desde boas-vindas ao Museu até as descrições sobre instrumentos, pavilhões de lunetas e outras instalações. Se o acesso for em Sobre o Campus, o visitante vai conhecer a história do MAST e do Observatório Nacional, desde que o Imperial Observatório do Rio de Janeiro funcionava no extinto Morro do Castelo, até o início da década de 1920. Depois disso, foi transferido para o local onde está até hoje. Já no Tour 360º verá imagens panorâmicas de dezenove pontos de destaque no Campus.

Bonecos de Papel

O MAST preparou ainda mais uma atividade. O Museu lançou uma coleção de bonecos de papel, para imprimir e montar em casa. Eles representam personalidades e elementos da astronomia e das ciências afins. Toda semana, vai disponibilizar moldes para baixar e divertir as crianças. A primeira série que o MAST entrega ao público celebra a exposição O Eclipse: Einstein, Sobral e o GPS. Os quatro primeiros bonecos são os dos cientistas Albert Einstein e Henrique Morize e representações lúdicas da Lua e do Sol.