Organização de saúde das Américas alerta contra afrouxamento de isolamento antes da hora

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Carissa Etienne, pediu nesta terça-feira aos países da região que não reabram tão rapidamente as atividades econômicas depois de meses de confinamento, ou poderão enfrentar riscos ainda maiores decorrentes da pandemia de coronavírus.

“Pensem duas vezes antes de relaxar as medidas de distanciamento social”, disse Etienne em entrevista com jornalistas por videoconferência.

“Temos que ter cuidado. Meu conselho é não abrir muito rapidamente ou se arrisca um ressurgimento da Covid-19 que pode apagar todos os benefícios que alcançamos nos últimos meses”, acrescentou.

Na mesma entrevista, o diretor do departamento de Doenças Transmissíveis da Opas, Marcos Espinal, afirmou que a situação no Brasil —o país mais afetado pela doença da América Latina— é “delicada”, e pediu às autoridades locais que aumentem o número de testes para detecção de vírus.(Reuters)