Um olhar para dentro: Janelas Casacor 2020

Projeto está na internet e tem vitrines espalhadas pelo Brasil

Divulgação
Credit...Divulgação

Com um novo jeito de enxergar e comunicar uns com os outros, onde fecham-se as portas e as janelas transformaram-se em nossos olhos para o exterior. A mostra da Casacor trouxe um exercício criativo e reflexivo de como a casa no período pós pandemia, transformando tudo em soluções para angústias e traduzindo a casa.

O projeto Janelas Casacor tem vitrines espalhadas pelo Brasil com o desafio de mostrar o que mudou em nossas vidas e em nossos lares com o novo coronavírus. Quais as nossas necessidades, anseios e se tudo será digital ou ainda teremos o contato físico.

Leo Shehtman quis valorizar os principais pilares da arquitetura: conforto, design, praticidade, tecnologia e claro, a criatividade. Para o arquiteto, esses cinco pontos, quando combinados em cena, trazem harmonia e equilíbrio ao espaço habitável - e isso é essencial principalmente neste momento delicado que estamos vivenciando, de confinamento e tendo que fazer uso da nossa casa para as funções de trabalho.

Com isso tudo em mente, o espaço busca a retomada do contato com a natureza e, para isso, foram utilizados os conceitos da arquitetura biofílica - para trazer para a natureza para dentro deste projeto. Assim, elementos como o verde do jardim vertical, a madeira, marcante em todo espaço e objetos artesanais e naturais, em tons terrosos e quentes, foram distribuídos com a intenção de despejar sobre o ambiente a tão valorizada sensação de conforto e aconchego.

Macaque in the trees
Leo Shehtman (Foto: Divulgação)

O espaço de Luciana Paraiso, batizado de Origens do Morar, carrega essa ideia do verde - no momento que estamos vivendo a casa, é a cor que tem o poder de cura, é antisséptica, além de remeter a vegetação e a natureza que tanto buscamos nesse “novo morar”. As linhas duras do contêiner ganharam a leveza de arcos, construídos na estrutura interna do espaço, junto dos tons de verde, trazem o que o escritório Luciana Paraiso imagina ser o “viver a casa a partir de agora”.

Todos os detalhes dentro do espaço remetem a essa sensação de conexão e pertencimento, de aconchego. O mobiliário assinado, de linhas de design que se confundem com arte, a curadoria de quadros que remetem ao natural, com fotografias de folhagens e paisagens que conectam com o exterior e outros objetos que contam uma história e mostram, de forma lúdica, aquilo que é realmente essencial.

Macaque in the trees
Todos os detalhes dentro do espaço de Luciana Paraíso remetem a essa sensação de conexão e pertencimento, de aconchego (Foto: Divulgação)



Ambiente de Leo Shehtman: objetos artesanais e naturais, em tons terrosos e quentes
Leo Shehtman
Todos os detalhes dentro do espaço de Luciana Paraíso remetem a essa sensação de conexão e pertencimento, de aconchego