Juntos por um trânsito mais seguro

A cada fim de feriado prolongado, sempre me assusto ao me deparar com os números de acidentes nas estradas do estado do Rio de Janeiro. As causas são sempre as mesmas: imprudência ao volante e trechos de vias com má conservação da pista. Desde que assumi o Detran, em fevereiro do ano passado, abracei a bandeira de minimizar a quantidade de vidas perdidas no trânsito. Por isso, intensifiquei ações educativas para conscientizar motoristas e pedestres. E, agora, em 2018, ampliamos horizontes e vamos usar as receitas do Detran para ajudar na melhoria das vias estaduais. 

Até outubro de 2017, a média de pessoas que morreram vítimas de acidentes de trânsito era de oito por dia. São mais de 10 mil acidentes nos dez primeiros meses do ano passado. Uma realidade que precisa mudar. E o primeiro passo para a transformação é a educação. E para educar é preciso conscientizar sobre a realidade e os problemas. Por isso, intensificamos ao máximo o número de campanhas educativas nas ruas e nas mídias tradicionais e digitais. A população entendeu nosso recado e, aos poucos, estamos mudando. A queda da quantidade de acidentes é real, mas a estatística ainda impressiona. 

Baseado neste cenário, avaliamos o orçamento do Detran e, ao fazermos nossa previsão para 2018, vimos que poderíamos ir além da nossa atuação tradicional e decidimos atacar a outra causa de acidentes no trânsito: a má conservação das rodovias estaduais. Para isso, apostamos na união. Uma parceria com a Secretaria de Estado de Obras possibilitou que nós programássemos um investimento de R$ 86 milhões para recapeamento das inúmeras vias em todo o estado. Em menos de três meses, já repassamos R$ 22 milhões para que a Secretaria atue nas estradas. Ao longo de 2018, vamos continuar fazendo este investimento. 

Sabemos que o momento que o Rio de Janeiro vive, com poucos recursos, dificulta ainda mais a conservação das estradas do estado. Por isso, acreditamos que o apoio do Detran é essencial para a recuperação das principais rodovias. Com planejamento, a Secretaria de Obras vai implantar melhorias significativas na vida dos cidadãos fluminenses. 

Em 2017 já tínhamos pensado fora de caixa e abraçado a causa de uma das maiores dificuldades do Rio de Janeiro na atualidade: a segurança. Só em 2017, foram mais de R$ 507 milhões de apoio às policias Civil e Militar. A Operação Lei Seca também teve o apoio do Detran, que investiu cerca de R$16 milhões para salvar vidas no trânsito. 

Com essas ações, temos a certeza da efetividade da nossa busca pela redução do número de acidentes. Juntos e de forma planejada vamos conseguir reduzir o número de vidas perdidas nas estradas do Rio de Janeiro.  O papel do órgão público é sempre trabalhar em prol da melhoria do seu serviço e ir além. Extrapolar os limites a favor de um trânsito mais seguro faz parte da gestão moderna que implantamos no Detran. Para isso, é preciso ir a campo. É preciso trabalho. Mãos à obra.

*Presidente do Detran-R