Troca na cultura

Com a substituição de Ana de Hollanda por Marta Suplicy, a Cultura vai perder. 

Ana, enfim, sucumbiu à pressão contínua da esquerda petista do Rio, sequiosa pela "boquinha", mesmo diante de um quadro irreversível de falta de recursos.

Marta assumirá para "relaxar e gozar", como um prêmio de consolação pelo "apoio" à candidatura Haddad. Ou seja, a mesma coisa de quando foi ministra do Turismo na época do apagão aéreo.