A forte presença de um diplomata 

Os amigos mineiros do Conde d’Aurora, João de Sá Coutinho Rebello e Sotto-Mayor - que começou sua carreira diplomática como cônsul de seu país em Belo Horizonte e a encerrou como Embaixador de Portugal junto à Santa-Sé - mandaram celebrar, ontem, na Igreja N.S. de Fátima, na capital de Minas,  missa pelo 30º dia de seu falecimento - ocorrido na Casa d’Aurora, sua residência em Ponte de Lima.

Sá Coutinho foi cônsul em BH de 1961 a 1965 e ali deixou inúmeros amigos, que recordam a sua forte presença e a de sua mulher, Maria Tereza, falecida há dois anos.