Jornal do Brasil

Esportes

Pressionado no segundo tempo, Vasco segura empate com Atlético-MG

Jornal do Brasil

Belo Horizonte - O Vasco conquistou um ponto precioso ao segurar empate em 0 a 0 com o Atlético-MG, ontem, no Independência. O resultado fez o time ganhar uma posição (de 15º para 14º) e aumentar para dois pontos a distância para a zona de rebaixamento. A equipe do interino Valdir Bigode resistiu ao melhor ataque do Campeonato Brasileiro, sobretudo no segundo tempo, e ainda desperdiçou boas chances no ataque.

Controlar o ímpeto do Atlético-MG é o maior desafio para qualquer time que o enfrenta no Independência. O Vasco até sofreu com as investidas de Cazares, Chará e Ricardo Oliveira no primeiro tempo, mas resistiu à pressão que os mineiros tentaram impor desde o minuto inicial. A resposta era em ataques pelo lado esquerdo, opção que deixava Pikachu isolado na direita. Para ser mais participativo, inverteu de lado com Wagner em alguns momentos.

Macaque in the trees
Defesa do Vasco briga pela bola em cabeçada de Ricardo Oliveira. Time suportou a pressão

Segundo tempo de sufoco

A defesa vascaína bobeou em alguns lances, nos quais precisou contar com a sorte. Primeiro aos sete, quando Maidana subiu sozinho e cabeceou à direita da meta. Cinco minutos depois, um passe de Ricardo Oliveira terminou em chute de Nathan na pequena área, também para fora. Na melhor chance de abrir o placar, uma falta de Pikachu na meia-lua saiu por pouco.

Duas boas oportunidades de Maxi López, aos quatro e aos 12 da etapa final, deram a impressão de que o Vasco cresceria na partida. Pura ilusão. O Atlético instalou uma blitz no campo de ataque, e os cariocas se seguraram do jeito que dava. Aos 16, Elias invadiu a área e parou em Martín. Depois, Luan recebeu na pequena área e tocou para o meio, mas Luiz Gustavo afastou. Na sequência, a defesa se livrou de um bate-rebate.

Em raro contragolpe, aos 33, o Vasco teve a bola do jogo, mas não a aproveitou. Pikachu rolou para Andrey, que chutou forte e rasteiro para defesa de Victor, com o pé. Na última chance do Atlético, em seguida, Martín se saiu bem quando Ricardo Oliveira tentou encobrir o goleiro.

Atlético-MG: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Galdezani (Denilson), Elias (Tomás Andrade) e Cazares; Chará, Ricardo Oliveira e Nathan (Luan). Vasco: Martín Silva, Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Desábato, Raul, Pikachu (Ricardo), Andrey e Wagner (Vinícius Araújo); Maxi López (Andrés Ríos). Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS). Cartões amarelos: Galdezani, Leonardo Silva, Wagner, Lenon e Martín Silva.



Tags: futebol

Recomendadas para você