Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Rio

Garotinho ficará em Benfica junto com Cabral, Picciani, Paulo Melo e Albertassi

Em nota, ex-governador diz que Picciani teria afirmado a Cabral que daria 'tiro' nele

Jornal do Brasil

O ex-governador Anthony Garotinho, preso na manhã desta quarta-feira (22), ficará na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, onde também estão presos o ex-governador Sérgio Cabral, o presidente afastado da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro Jorge Picciani, e os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi, esses quatro do PMDB.

Em nota divulgada por sua assessoria nesta quarta-feira, Garotinho afirmou que ele atribui a operação que o prendeu nesta manhã "a mais um capítulo da perseguição que vem sofrendo desde que denunciou o esquema do governo Cabral na Assembleia Legislativa e as irregularidades praticadas pelo desembargador Luiz Zveiter."

Na nota, a assessoria destaca que ele "foi alertado por um agente penitenciário a respeito de uma reunião entre Sergio Cabral e Jorge Picciani, durante a primeira prisão do deputado em Benfica. Na ocasião, o presidente da Alerj teria afirmado que iria dar um tiro na cara de Garotinho."

Anthony Garotinho foi preso pela PF nesta quarta-feira
Anthony Garotinho foi preso pela PF nesta quarta-feira

>> Ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho são presos

>> Garotinho diz que prisão é perseguição por denunciar esquema de Cabral na Alerj

Tags: alerj, cabra, cadeia, garotinho, prisão

Compartilhe: