Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Setembro de 2017

Rio

Jorge Picciani entra no alvo de delação do ex-presidente do Tribunal de Contas

Jornal do Brasil

Comandante do PMDB fluminense, o atual presidente da Assembleia Legislativa do Rio, deputado Jorge Picciani, está no alvo da Lava Jato e aparece com riqueza de detalhes na delação do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) Jonas Lopes de Carvalho e de seu filho, Jonas Lopes de Carvalho Neto.

Em dezembro do ano passado, o ex-presidente do TCE foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal, na deflagração da Operação Descontrole, braço da Lava Jato, que apura um esquema de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As investigações apontam que Jonas, o filho e outros conselheiros do TCE exigiam propina de 1% em cima do valor dos contratos firmados por empreiteiras em obras do Estado do Rio, quando deveriam fiscalizar as contas públicas. Entre as obras, estariam as do Maracanã e a da Linha 4 do Metrô.

Nas delações de executivos da Odebrecht, Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia aparece o nome de Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, o Doda, que seria responsável por fazer a ligação entre as empresas e os conselheiros. Doda recebia o pagamento de propina em espécie e repassava aos conselheiros. O esquema integra a organização criminosa montada pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), que está preso desde novembro do ano passado.

>> Pezão diz que não sabia de esquema criminoso de Cabral

>> Opinião: Pezão incrimina Cabral

>> MP remete à PGR relatório sobre suposta propina

>> Opinião: O início do fim

>> PF encontra indícios de repasse de propinas para Pezão

>> TRE-RJ cassa mandato da chapa de Pezão

>> Cabral, Eike Batista e mais sete viram réus na Lava Jato

Nome de Picciani aparece anexado a muitos detalhes em delação de ex-presidente do TCE
Nome de Picciani aparece anexado a muitos detalhes em delação de ex-presidente do TCE

Tags: MPF, PF, PMDB, alerj, cabral, delação, investigação, jonas lopes, pezão, polícia federal, tce

Compartilhe: