Hackers se unem pelo WikiLeaks

Movimento pirata contra empresas que se opuseram ao polêmico site chegou ao twitter e ao facebook u m ataque gratuito de hackers deixou o facebook e o twitter em maus lençóis. na quarta-feira, piratas virtuais visaram empresas que prejudicaram o wikileaks depois da divulgação de uma série de documentos diplomáticos confidenciais. mastercard, visa e paypal, que impediram que as pessoas doassem dinheiro ao site, foram atingidas por ataques que tentaram bloquear o acesso a seus serviços.

Para organizar os esforços, os hackers optaram por sites como facebook e twitter. o ato pôs esses gigantes da web no olho do furacão e criou uma situação difícil para eles.

O facebook e o twitter — particularmente o segundo — receberam elogios nos últimos anos por serem espaços de livre expressão. governos que tentam controlar o fluxo de informação acharam difícil impedir pessoas de dar voz às próprias preocupações ou marcar encontros por meio de sites.