Sobe para 400 o número de desaparecidos na Região Serrana do Rio

RIO - O Ministério Público do Rio de Janeiro atualizou nesta quinta-feira a relação nominal de desaparecidos na Região Serrana do Estado, em decorrência das enchentes e deslizamentos de terra que mataram mais de 700 pessoas desde o início da semana passada. De um total de 400 desaparecidos, Teresópolis, com 195, e Nova Friburgo, com 134, são os municípios com o maior número de vítimas nominais procuradas, algumas descritas apenas pelo primeiro nome e sem características detalhadas.

Em Petrópolis, 32 pessoas estão desaparecidas, enquanto em Bom Jardim há o registro de três desaparecimentos e em Sumidouro, quatro. A cidade de São José do Vale do Rio Preto registra uma pessoa desaparecida. Há ainda 31 desaparecidos em localidades não informadas.

As listas de desaparecidos na Região Serrana no Rio são atualizadas diariamente pelo Programa de Identificação de Vítimas (PIV). As informações, registradas por parentes e amigos, são checadas com dados de hospitais e dos Institutos Médicos Legais (IMLs) dos municípios afetados.

A relação atualizada de desaparecidos pode ser consultada no site do MPRJ, onde também há a possibilidade de preencher um formulário com informações de pessoas desaparecidas. O registro de desaparecimento pode ser feito por telefone, por meio do número (21) 2283.6466, das 8h às 18h, diariamente.