Desabrigados de Fukushima vão receber US$ 12 mil de indenização

TÓQUIO – A empresa Tokyo Electric Power Company (Tepco), que administra a Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Japão, anunciou hoje que vai pagar US$ 12 mil de indenização para cada família que foi atingida pela radiação na região próxima à central. No caso dos solteiros, o valor máximo pago será US$ 9 mil.

As informações são da agência estatal de notícias do Japão, a NHK. A decisão foi tomada depois de protestos e cobranças dos agricultores e pescadores da região de Fukushima. Os trabalhadores rurais e pescadores reclamaram que as explosões e os vazamentos radioativos contaminaram os produtos e causaram prejuízos incalculáveis.

A Tepco informou que a indenização será paga aos moradores que moraram em uma área no raio de 30 quilômetros da usina. Receberão a indenização as pessoas que tiveram de deixar suas casas, o trabalho e demais atividades por causa do risco de radiação nuclear.

A área de Fukushima foi atingida por radioatividade, depois do terremoto seguido por tsunami, em 11 de março, causando danos na usina. Foram identificadas rachaduras e demais falhas que levaram às explosões e aos vazamentos nucleares.

A Agência Nacional de Polícia do Japão informou ontem que a tragédia causou a morte de 13.456 pessoas e deixou 14.867 desaparecidas. Segundo a agência, aproximadamente 139 mil japoneses ainda estão em abrigos provisórios nas regiões Miyagi, Iwate e Fukushima.