A emocionante corrida às vagas do Rio no Senado

Ofuscada pela disputa  presidencial, a corrida às duas vagas do Rio de Janeiro ao Senado Federal é das mais empolgantes e imprevisíveis dos últimos anos. Em pesquisa encomendada pela TV Globo e o jornal O Estado de S. Paulo, divulgada na última sexta-feira, a surpresa foi a liderança assumida pelo candidato do PT, Lindberg Farias, que ultrapassou Marcelo Crivella (PRB), que pontuava desde que as intenções de voto no estado começaram a ser aferidas pelos institutos.

Com o presidente Lula e o governador Sérgio Cabral como cabos eleitorais, Lindberg, ex-presidente da União Nacional dos Estudantes e ex-prefeito de Nova Iguaçu, chegou a 37% no levantamento de anteontem. Crivella ainda corre em segundo, com 34%, enquanto o deputado estadual Jorge Picciani (PMDB) e o ex-prefeito Cesar Maia (DEM) estão empatados com 23%.

É justamente neste empate no terceiro lugar que reside a potencial surpresa desta reta final. Cabral  passou a recomendar abertamente a dobradinha Lindberg/Picciani no horário eleitoral gratuito do rádio e da TV. Pode-se atribuir a isso o fato de Picciani ter encostado em Cesar Maia. Com Crivella estagnado em segundo, Maia na descendente e o deputado peemedebista em viés de alta, pode ser que o  chefe do Executivo fluminense consiga emplacar dois aliados de peso no Senado. Sim, porque Crivella se dá bem com Lula, mas não exatamente alguém em quem Sérgio Cabral possa confiar politicamente.

Na parte de baixo da tabela, que no futebol corresponderia à zona do rebaixamento, figuram o ex-pagodeiro e agora missionário de Deus Vaguinho (PT do B), com 7%; o advogado Marcelo Cerqueira (PPS), com 3%; o jornalista Milton Temer (PSOL), com 2%; e Carlos Dias (PT do B), que teria 1% das preferências.

Com Dilma Rousseff praticamente eleita em primeiro turno para ocupar o Palácio do Planalto e Cabral garantido por mais quatro anos no governo do Rio de Janeiro, resta ao eleitor que gosta de emoções fortes acompanhar a reta final ao Senado, que, como dizem os locutores esportivos, será para quem tem nervos de aço.