Cascadura: mulher morta em motel será enterrada nesta quinta

Morta a facadas por seu companheiro em um motel de Cascadura na noite de ontem (25), Aline Lima Moragas da Rocha, de 31 anos, será enterrada às 15h desta quinta-feira no Cemitério do Murundu, em Realengo (Zona oeste do Rio).

Acusado do crime, Adriano Souza de Araújo, de 37 anos, está preso.

Com três mortes, Cascadura vive noite de terror

Num período de oito horas, o bairro de Cascadura, no subúrbio do Rio, teve uma noite sangrenta nesta quinta-feira (26), com três assassinatos em série. Na Avenida Ernani Cardoso, dois homens foram mortos  - um com um tiro na cabeça e outro a facadas. Mais tarde, foi a vez de uma mulher ser assassinada também a facadas num motel da região. Policiais da Delegacia de Homicídios investigam os casos.

No fim da noite desta quinta (26), Luiz Cláudio da Silva Damasceno, de 38 anos, estava sentado em um bar no início da Avenida Ernani Cardoso, em frente a Praça José de Sousa Marques, quando um carro passou desferindo-lhe disparos. Segundo policiais do 9º BPM (Rocha Miranda), testemunhas disseram que o veículo era importado. Com um tiro na cabeça, Luiz Cláudio não resistiu e morreu ainda no local Com os tiros, uma mulher identificada como Rafaela de Paula Martins, de 21 anos, foi baleada de raspão na perna direita. Ela passava numa rua próxima, onde compraria cigarro. Rafaela foi levada para o hospítal, e liberada em seguida.

Cerca de meia hora depois, numa pensão para ex-detentos solteiros, um homem ainda não identificado matou o colega Marcelo Pereira da Silva, de 39 anos. Diante de quatro facadas, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu antes que o socorro chegasse ao local. O terceiro assassinato da noite aconteceu a poucos metros dali, em um motel na Rua Ângelo Dantas. Adriano Souza de Araújo, de 37 anos, matou com três facadas a companheira Aline Lima Moragas da Rocha, 31. Adriano tentou fugir, mas acabou capturado. O acusado foi indiciado por homicídio.