Palácio Guanabara ganha nova iluminação

Ministério da Cultura aprovou patrocínio de R$ 1,16 milhão

 

O Palácio Guanabara vai ganhar uma iluminação especial para valorizar sua fachada e laterais. O projeto luminotécnico foi aprovado pelo Ministério da Cultura, via Lei Rouanet, e terá patrocínio da Light (que deverá deduzir o valor de impostos pagos à União), que investirá R$ 1.169 milhão. A partir de agosto, quem passar em frente à sede do governo do estado poderá contemplar o novo Palácio, restaurado nas cores originais e com uma iluminação especial.

"O Palácio faz parte da história do Rio de Janeiro. Nosso objetivo é devolvê-lo à população valorizando seu conjunto arquitetônico. Tenho certeza de que essa iluminação vai causar um impacto visual positivo no dia a dia no bairro", afirma Marco Horta, subsecretário de gestão da Casa Civil.

A reforma do Palácio Guanabara revela a cada nova etapa detalhes antes encobertos pelo tempo. Aos poucos, as obras no patrimônio construído entre 1853 e 1863 resgatam a história do país e da capital fluminense. A recuperação das características originais do antigo Paço Isabel, que voltou a ter a cor ocre em suas fachadas, e a descoberta de pisos e azulejos do século XIX fazem da revitalização uma verdadeira viagem ao passado. Em agosto, a população poderá apreciar as relíquias do palacete de Laranjeiras, que deve ser aberto à visitação.

Orçada em R$ 16 milhões e financiada pelas empresas Light e Embratel, que terão a contrapartida do investimento através de leis de incentivo fiscal, a grande reforma está sob responsabilidade da Superintendência de Engenharia e Manutenção da Secretaria da Casa Civil. As obras da antiga residência da princesa Isabel e do Conde d’Eu foram iniciadas no fim de 2009. O jardim do Palácio já foi restaurado e modernizado. A recuperação do chafariz e das obras de arte custou R$ 255 mil e levou mais de três anos para ser finalizada.

A revitalização dos espaços da sede do governo estadual está sendo realizado por cem especialistas. Nas melhorias do palacete de estilo eclético estão incluídas a restauração das cúpulas francesas das entradas laterais, do Mirante do Palácio, a troca das instalações hidráulicas e elétricas, a instalação de um sistema de ar-condicionado central adaptação dos acessos para portadores de deficiência física e reforma de telhados, pisos e paredes.