Sem cinto de segurança e a 190 Km/h, casal morre na Ponte Rio-Niterói

Sem cinto de segurança e a 190 Km/h, um casal de jovens morreu em gravíssimo acidente na Ponte Rio-Niterói, sentido Niterói, na madrugada deste sábado (7). Segundo informações de peritos do Instituto Criminalística Carlos Éboli (ICCE), o carro, que estava a 190 Km/h, rodou e bateu na mureta de proteção na subida do vão central, antes de capotar na pista. As informações foram confirmadas pela concessionárioa que administra a via - CCR Ponte.

O tabelião que dirigia o Golf preto, Eduardo Macedo Pinheiro da Fonseca, de 27 anos, sofreu múltiplas fraturas e traumatismo craniano. Ele trabalhava em um cartório de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Já a mulher que o acompanhava, a estudante de Direito Fernanda Rodrigues de Figueiredo, de 23, foi arremessada para o banco traseiro. 

Segundo a polícia, Fernanda foi arremessada devido ao impacto da colisão e a capotagem. Ela poderia ter sido salva, segundo peritos, se estivesse usando o cinto de segurança. Nenhuma das duas vítimas usava o cinto.

O corpo de Eduardo ficou preso às ferragens. A Polícia Rodoviária Federal informou que o acidente aconteceu por volta das 4h30m.  Duas faixas, sentido Niterói, fecharam por duas horas para remoção das vítimas e do veículo.