Noite e madrugada violenta deixam cinco mortos no Rio

Cinco pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas na noite desta quarta-feira (4) e madrugada desta quinta (5) nas zona Norte e Oeste da cidade do Rio. Na Vila dos Pinheiros, uma das comunidades que integra o complexo da Maré, na Zona Norte, um homem foi morto por uma bala perdida dentro de uma escola. Na Favela do Rola, em Santa Cruz (Zona Oeste), três homens foram mortos durante operação policial e, no já pacificado complexo do Alemão, um homem foi executado com mais de 20 tiros.

Josemilton Trindade da Silva, de 43 anos, assistia aula no Ciep Ministro Gustavo Capanema, na Vila dos Pinheiros, onde cursava a 7ª série, quando foi surpreendido por um tiro na cabeça. Segundo informações da polícia, a PM fazia uma operação na região. Ele foi socorrido no Hospital Geral de Bonsucesso, mas não resistiu ao ferimento.

Na troca de tiros entre policiais e traficantes também ficaram feridos Wellington de Oliveira, de 58 anos, com um tiro no ombro; William Soares, de 23, com um tiro na perna; e um policial militar atingido na perna, identificado apenas como cabo Márcio.

O caso que mais chamou a atenção foi o de execução de Wallace Moreira, 30 anos, com mais de 20 tiros na esquina das ruas Monterrey e Guadalajara, na Favela Nova Brasília, no complexo do Alemão, pacificado há 6 meses. 

Segundo vizinhos da vítima relataram à polícia, Wallace teria agredido, há duas semanas, um usuário de drogas e discutido com um traficante que permanece escondido no Complexo do Alemão. As testemunhas contaram ainda que o autor do crime seria um homem chamado Julinho . 

Na Favela do Rola, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio, um tiroteio entre policiais militares do 27º BPM (Santa Cruz) e traficantes da região deixou três mortos na noite de quarta-feira. A  Polícia Militar teria desencadeado uma ação no lugar após receber uma denúncia de homens armados na comunidade. Os homens chegaram a ser socorridos no o Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, mas não resistiram aos ferimentos.