"Aeroporto Tom Jobim é uma vergonha para o povo do Rio", diz Cabral

 

Durante a inauguração da 14ª Unidade de Polícia Pacificadora, no Morro São João, Engenho Novo (Zona Norte), o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, criticou a infraestrutura do aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), que foi considerado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), nesta segunda-feira, o menos eficiente entre 16 grandes terminais do país.

O Galeão integra a categoria 1, na qual estão os aeroportos com maior capacidade de operação, como os terminais que recebem voos internacionais. Segundo Cabral, a rodoviária Novo Rio está em melhores condições de uso que o terminal aeroviário.  "A rodoviária do Rio está muito melhor que o aeroporto. Ele é uma vergonha para o povo do Rio de Janeiro", criticou.

Segundo ele, o investimento no Tom Jobim não deve ser feito pelo estado, mas sim pela iniciativa privada.

"Acho que o governo brasileiro não tem que gastar dinheiro investindo em infraestrutura aeroportuária. Em todos os lugares do mundo, este investimento vem do setor privado. O Estado brasileiro tem que receber recursos do lucro das empresas que vão explorar os aeroportos".