Rio: apreendidos 605 distintivos policiais em loja irregular

 

A Polícia Civil do Rio de Janeiro apreendeu nesta quarta-feira 605 distintivos da Polícia Militar, Federal, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros em uma loja de comércio de uniformes que funcionava sem autorização no Realengo. O proprietário do estabelecimento, Paulo Cezar Costa de Paiva, prestou esclarecimentos na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática e responderá por crime contra a propriedade industrial.

O estabelecimento, que funcionava como distribuidor, comercializava os distintivos afixados em carteiras de couro. A polícia chegou ao local após a apreensão, na terça, de 77 distintivos relacionados a diversas instituições públicas e 61 chaveiros com símbolos de times de futebol de uma loja em Nova Iguaçu. O proprietário da loja afirmou que havia comprado os itens de um segundo homem, que apontou a loja do Realengo como fornecedor.

Segundo investigações, a venda era realizada sem conhecimento e a autorização dos órgãos competentes e sem qualquer forma de controle da qualidade dos compradores, indicando que qualquer pessoa poderia adquirir um distintivo. A prefeitura do Rio de Janeiro será comunicada, segundo a polícia.