Mistura de maconha com crack se alastra no Rio

Nova droga é encontrada em complexos de favelas da cidade

RIO -  A prisão de Alessandra de Freitas Ferreira, 19 anos, com 316 trouxinhas de zirrê (mistura de maconha e crack), feita no último sábado, ilustra o funcionamento de um esquema de produção e distribuição da droga no estado do Rio de Janeiro.

De acordo com investigações da Delegacia de Combate às Drogas, a facção que age nos Complexos da Penha e do Alemão usa o conjunto de favelas para receber, misturar e distribuir o zirrê no Rio.

 

>> Leia a reportagem completa no JB Digital