Obesa com 300 kg espera, por atendimento, 12h dentro de ambulância em frente a Policlínica de Tanguá

 Uma mulher ficou dentro de uma ambulância em frente a Policlínica de Tanguá, na Região Metropolitana do Rio por cerca de 12h na madrugada desta sexta-feira. Sebastiana Pinheiro da Silva de 65 anos, tem obesidade mórbida e não teria encontrado nenhuma unidade com estrutura para atendê-la.

 

A idosa passou mal na noite desta quinta-feira, sendo socorrida pelo Samu, que prestou os primeiros atendimentos. De acordo com a Subsecretaria de Saúde de Tanguá a família não permitiu a transferência da senhora para a Policlínica. Os parentes alegarem que ouviram dos médicos que o local não teria estrutura para realizar o atendimento.

 

De acordo com a Secretaria estadual de Saúde, a mulher que tem 300 kg foi atentida no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói no fim da manhã desta sexta-feira e passa por exames. Foram necessários 10 homens para retira-la da ambulância.

 

Ainda de acordo com orgão ela teve uma hemorragia digestiva e deve ser transferida para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na Região Metropolitna do Rio. A família de Sebastiana prestou queixa 70ª DP (Tanguá).