Cariocas dizem que violência é o principal problema do Rio

JB Online

RIO - O Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS) ouviu 1.068 eleitores entre os dias 26 e 30 de maio, para saber qual é o maior problema do Rio, segundos os habitantes da cidade. A violência ficou em primeiro lugar, com 60,8% dos entrevistados, refletindo uma preocupação constante dos cariocas desde a primeira pesquisa da série, realizada em setembro de 2007, quando 73,5% chamavam a atenção para o mesmo problema. Para 38,1% dos entrevistado, no entanto, a situação da segurança pública está pior/muito pior do que há seis meses. Outros 39,8% a consideram "igual", enquanto 21,7% acreditam que está melhor. Desde janeiro de 2008 a percepção de que a situação está pior vem aumentando: janeiro: 33,8% (pior) x 18,8% (melhor); fevereiro: 34,5% (pior) x 22,7% (melhor); março: 32,1% (pior) x 24,1% (melhor); abril: 32% (pior) x 26,1% (melhor).

Em segundo lugar vem a saúde, com 19,9% de citações. Em abril, a saúde foi apontada como maior problema por 41,2% dos entrevistados, certamente como reflexo da epidemia de dengue. A pesquisa foi protocolada na 228ª Zona Eleitoral, sob o nº. RPE 010/2008.