Tuchinha chega ao Rio e deve ser transferido para Bangu I

JB Online

FELIPE SALLES - O suposto chefe do tráfico da Mangueira e integrante da cúpula do Comando Vermelho, Francisco Paulo Testas Monteiro, o Tuchinha, preso na manhã deste sábado por agentes da Delegacia Anti-Seqüestro (DAS) em Aracaju, desembarcou no final desta tarde no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, acompanhado por um forte esquema de segurança formado por agentes da Polícia Federal. Do aeroporto, o traficante foi levado para a sede da PF na zona portuária da cidade.

Tuchinha, que já havia cumprido 17 anos de uma condenação por homicídio, e estava foragido desde janeiro, tendo sido apontado na investigação da 17ª (São Cristóvão) como o responsável pelas bocas-de-fumo da favela da Mangueira.

A prisão do traficante realizada em operação conjunta entre Polícias Civil e Federal, se deu graças a Ana Claudia Pereira de Carvalho, esposa de Tuchinha, que vinha sendo monitorada desde dezembro de 2007. A polícia rastreou os passos de Ana Cláudia em sua viagem para São Paulo, e logo depois para Aracaju, onde o traficante foi preso sem reagir.

Na apresentação de Tuchinha na sede da PF, o Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame afirmou que a captura de um traficante de expressão como Tuchinha demonstra a eficiência das inteligências policiais e afirmou que as instituições precisam se completar.

-A integração entre as instituições é um dos pilares da secretaria. Na luta contra o crime não venceremos sozinhos elogiou Beltrame.

Após presta depoimento na sede da Polícia Federal, Tuchinha deverá ser transferido para o presídio de Bangu I, onde está preso um de seus comparsas, conhecido como 'Polegar'.

Segundo informações da PF, Tuchinha poderá pegar pena de 20 anos por tráfico de drogas.