Famílias vítimas do desabamento do Palace II fazem manifestação

Bruno Pontes, JB Online

RIO - O desabamento do Palace II, que deixou oito pessoas mortas e centenas desabrigadas, completará 10 anos nesta sexta-feira. Uma missa na Igreja de Santa Luzia, no Centro foi realizada na manhã de hoje. Moradores do Palace II, fazem uma manifestação silenciosa, distribuindo bolo, em frente ao Tribunal de Justiça.

A advogada da Associação das vítimas do Palace II, Rauliete Barbosa, cortou o bolo de 10 metros e como ato de protesto sujou o rosto com o bolo. A advogada disse que só a justiça divina vai poder compensar o sofrimento das famílias que perderam parentes e suas casas com o desabamento.

-É um dia importante que o mundo todo está vendo. Foi uma tragédia que atingiu a muitas famílias e que está marcada pelo sentimento de impunidade. Acredito que só a justiça divina vai compensar o sofrimento das famílias que perderam tudo disse indignada Rauliete Barbosa.

Cerca de 120 famílias, o que equivale a aproximadamente 400 pessoas, brigam na justiça para receberem uma indenização pelo desabamento do Palace II. Apenas 90 famílias receberam de 20% a 30% do valor do imóvel. Trinta famílias ainda não receberam nenhuma indenização. Elas aguardam pelo leilão de três imóveis do ex-deputado Sérgio Naya, que junto somam o valor de R$ 12 milhões.

A advogada Rauliete Barbosa disse ainda, que Sérgio Naya - proprietário da Sersan, construtora que ergueu o prédio com erros de cálculo e material de baixo custo - alega que não possui bens para pagar todas as famílias.

- Ele com certeza tem e muito. Naya vai pagar a todas as famílias custe o tempo que for disse Rauliete.