Porto do Rio vai receber recursos do PAC para implantação de projeto

Agência Brasil

BRASÍLIA - O Porto do Rio de Janeiro vai receber recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para implantar o projeto Porto do Rio - Século XXI, de obras de dragagem e modernização do terminal. O anúncio foi feito pelo ministro da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, em um workshop que discutiu o projeto.

Elaborado pelo governo do Rio de Janeiro com o apoio do empresariado e da Companhia Docas do Rio de Janeiro, o projeto está orçado em R$ 335 milhões. O governo federal deverá entrar com R$ 150 milhões, o estadual com R$ 45 milhões e o municipal com outros R$ 14 milhões. Já a Companhia Docas do Rio de Janeiro vai desembolsar R$ 16 milhões e a iniciativa privada - aí incluídos arrendatários do porto e concessionários das ferrovias que chegam até o terminal - com mais R$ 110 milhões.

Além da dragagem e das obras de modernização, os recursos serão usados na melhoria dos acessos marítimos, rodoviários e ferroviários ao porto, de forma a ampliar a movimentação de cargas. Ao admitir a inclusão das obras de revitalização do Porto do Rio no PAC, o ministro Pedro Brito adiantou que um das necessidades discutidas é a de dar maior profundidade ao canal de acesso ao porto e aos berços de atracação, para que se possa operar navios de maior calado.

- Na pratica isto dá maior eficiência na operacionalização de cargas no Porto do Rio, propiciando ainda uma significativa redução nos custos, dando maior competitividade aos produtos exportados através do estado - afirmou.

O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, adiantou que além de promover a recuperação da região da zona portuária da cidade, hoje bastante degradada, o projeto também viabilizará a ampliação da movimentação de cargas no porto em 65%, em um prazo de quatro anos. Com as obras de recuperação, o Porto do Rio, que segundo o secretário é hoje o quarto maior do país, poderá chegar à segunda posição nesse ranking em apenas quatro anos, saltando sua movimentação de US$ 11 bilhões para US$ 18 bilhões ao ano de carga pelo terminal.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais