Rio

Governo Cláudio Castro criou tabela padronizada para contratar cabos eleitorais em cargos secretos de fundação

Programas sociais seriam os responsáveis por receber os indicados de aliados do governador e candidato à reeleição Cláudio Castro

Carlos Magno
Credit...Carlos Magno

O governo do Rio de Janeiro montou uma tabela padronizada para sistematizar as indicações de cabos eleitorais para cargos secretos da Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio).

De acordo com o UOL, ao menos três pessoas que negociaram pré-candidaturas pelo Podemos confirmaram terem recebido propostas para indicarem cabos eleitorais do secretário estadual de Trabalho e Renda e presidente estadual do partido, Patrique Welber.

Todos teriam sido contratados como agentes de apoio do programa Casa do Trabalhador, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Trabalho e Renda (Setrab) em parceria com a Ceperj. A distribuição dos cargos é feita conforme a área de influência dos aliados. O programa possui ao menos 9 mil cargos preenchidos por meio de um código que dificulta a identificação dos beneficiários.

Ainda segundo a reportagem, o governo Cláudio Castro (PL) gastou R$ 66,9 milhões no primeiro semestre deste ano com o pagamento da folha secreta ligada ao programa Casa do Trabalhador.

Ao todo, a Ceperj possui cerca de 18 mil cargos ocupados sem transparência. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Fazenda, o governo Cláudio Castro engordou o orçamento do órgão em 25 vezes desde que assumiu o comando do Executivo estadual.

Somente neste ano, a folha de pagamentos ligada à fundação chegou a R$ 300 milhões apenas no primeiro semestre deste ano, sendo que os beneficiários sacaram R$ 226 milhões em espécie, na boca do caixa.

A Setrab não comentou a denúncia referente à contratação de cabos eleitorais e a Fundação Ceperj alega desconhecer a contratação de funcionários por meio de indicações políticas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais