Rio

Deputado Alexandre Knoploch preside CPI das Crianças Desaparecidas, na Alerj

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Crianças Desaparecidas, criada para apurar o desaparecimento de crianças no Estado e a atuação do poder público frente ao problema, terá sua primeira audiência pública nesta quinta-feira (17), às 9h.

Entre os convidados que já confirmaram presença, o presidente da Fundação para Infância e Adolescência (FIA), Cléo Hernams; o coordenador de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública do Estado, Rodrigo Azambuja; o titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, Uriel Nunes;a superintendente estadual de prevenção e enfrentamento das Pessoas Desaparecidas, Jovita Belfort e André Luiz e Souza Cruz, do Programa de Localização de Desaparecidos do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Também foram convidados os delegados, Felipe Curi (diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada da Polícia Civil) e Eles Souto (titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiros da Polícia Civil do Rio)

“Não podemos mais continuar vendo nossas crianças e jovens desaparecendo e acharmos normal. Precisamos entender o que está acontecendo e também precisamos fazer o poder público cumprir seu papel. Estamos iniciando um árduo trabalho que certamente deixará um legado para o Estado", explicou o presidente da CPI, Alexandre Knoploch.

"Não temos, sequer, dados oficiais que quantifiquem desaparecimentos e reencontros. Isso precisa mudar e trabalharemos por isso", completou o parlamentar.