Rio

Mais um: prédio desaba em área dominada pelas milícias, no Rio, e deixa feridos

Desabamento ocorreu na comunidade de Rio das Pedras, na zona oeste da cidade. Não há informações sobre o que causou o colapso da estrutura e nem se o prédio era regular

Reuters/Ricardo Moraes
Credit...Reuters/Ricardo Moraes

RIO, 7H - Um edifício desabou na madrugada de hoje (3) na comunidade de Rio das Pedras, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro, foram resgatadas três pessoas com vida. Elas foram encaminhadas ao Hospital Municipal Lourenço Jorge.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma mulher foi localizada sob os escombros, mas ainda não foi resgatada. Ela está viva e informou que há mais duas pessoas soterradas, entre elas uma criança.

O acidente ocorreu na Avenida da Areinha, próximo à Rua das Uvas, por volta das 3h20 de hoje. Ao chegarem ao local, os bombeiros também tiveram que combater chamas que atingiam os destroços.

Não há informações sobre o que causou o colapso da estrutura e nem se o prédio era regular. O desabamento atingiu três edificações que ficam em frente ao prédio e uma que fica ao lado dele.

Em abril de 2019, dois prédios irregulares desabaram na comunidade vizinha da Muzema, deixando 24 mortos. (com Agência Brasil) 

_______

ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA - 8H59

Bombeiros tentam resgatar três pessoas sob escombros de prédio no Rio

O secretário de Defesa Civil do Rio de Janeiro e comandante do Corpo de Bombeiros, Leandro Monteiro, disse que a instabilidade causada pela quantidade de escombros do desabamento de um prédio em Rio das Pedras, na zona oeste da cidade, torna o trabalho dos bombeiros ainda mais difícil. Uma equipe especializada em resgate está tentando tirar uma mulher dos escombros, onde ainda estão uma criança e um homem.

Segundo o comandante, a todo momento, há relatos, por parte de moradores, de mais vítimas, mas oficialmente, até agora, além das três vítimas que aguardam o socorro, há outras três pessoas que foram levadas para o hospital Lourenço Jorge na Barra da Tijuca, também na zona oeste.

Três ambulâncias e um helicóptero estão no local para fazer a transferência de vítimas. Os bombeiros contam ainda com o auxílio de cães treinados na localização de feridos.

De acordo com o secretário, ainda não é possível dizer o que provocou o incêndio no local logo após o desabamento por volta das 3h20 de hoje (3). Moradores relatam que ouviram uma forte explosão. Ao chegarem ao local, os bombeiros precisaram apagar o fogo e afastar possíveis novas explosões.

Com o desabamento, mais quatro prédios ao redor foram atingidos e a Defesa Civil vai fazer a avaliação da extensão dos impactos em cada um. O comandante relatou ainda que os moradores não têm atendido os pedidos de desocupação dos prédios próximos.

O prefeito Eduardo Paes chegou há pouco ao local. A secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro, também está na região acompanhando o trabalho das equipes. A prefeitura ainda não confirmou a situação do prédio, mas há muitas construções irregulares na região.

_______

ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA - 9H10

NOTA DA PREFEITURA

"Sobre o imóvel que desabou nesta madrugada na comunidade de Rio das Pedras, na Avenida Areinha, na altura da Rua das Uvas, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, a Prefeitura do Rio informa:

"Quatro pessoas foram encaminhadas ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, duas ainda estão sob os escombros - um homem e uma criança.

"O desmoronamento aconteceu entre 3h e 3h30por desta madrugada.

"O Centro de Operações da Prefeitura (COR) imediatamente acionou equipes para o local e toda a área foi isolada.

"Atuam no local agentes do COR, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Light, CET-Rio, Defesa Civil e Guarda Municipal. Foram acionadas ainda equipes da Naturgy, Comlurb, Subprefeitura de Jacarepaguá, Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva), Secretaria de Ordem Pública, Secretaria de Infraestrutura e Secretaria Municipal de Assistência Social.

"Técnicos da Defesa Civil Municipal avaliam os danos que foram causados em outras quatro edificações (uma à direita e três à frente) e se haverá necessidade de outras interdições.

"A Defesa Civil faz a avaliação da estrutura dos prédios afetados.

"A Secretaria Municipal de Assistência Social montou um ponto de acolhimento para atendimento das famílias.

"A Secretaria Municipal de Saúde informa que deram entrada no Hospital Municipal Lourenço Jorge duas pacientes do sexo feminino, uma de 28 e outra de 38 anos, e um paciente do sexo masculino, de 29 anos. Todos apresentam estado de saúde estável, até o momento."

_______

ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA: 10H7

Bombeiros resgatam mulher sob escombros de prédio que desabou

Os bombeiros resgataram a mulher que estava sob escombros de um prédio que desabou na Rua das Uvas, próximo à Avenida da Areinha, na comunidade de Rio das Pedras, na zona oeste do Rio. Depois de passar por um primeiro atendimento, as equipes colocaram a vítima em uma maca e a levaram de ambulância para um helicóptero, em que foi transportada para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul do Rio, referência em traumas.

Ainda sob os escombros, segundo o secretário da Defesa Civil do Rio e comandante do Corpo dos Bombeiros, coronel Leandro Monteiro, a vítima foi estabilizada e manteve contatos visual e verbal com a equipe dos bombeiros. A mulher recebeu oxigênio e soro.

O secretário relatou que havia uma dificuldade muito grande na retirada da mulher porque parte da laje estava sobre o quadril dela. “É um trabalho de muita dificuldade, de muito risco e o Corpo de Bombeiros tem que trabalhar com muita calma, muita paciência. Acredito que em poucas horas vamos conseguir retirar essas três vítimas que estão sob escombros”, disse ele pouco antes do resgate.

Agora os bombeiros continuam o trabalho no local para o resgate de uma criança de três anos e um homem de 30, que seriam filho e marido da mulher. Os bombeiros estão com uma quantidade grande de equipamentos, inclusive um gerador, uma vez que foi necessário interromper a energia no local para a continuidade do trabalho. O coronel Leandro Monteiro informou que os três feridos que foram levados mais cedo para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, são duas mulheres e um homem.

Polícia Civil
A 32ª DP (Taquara) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do desabamento do prédio. Segundo a Secretaria de Polícia Civil do Rio, equipes da delegacia estão no local para identificar testemunhas e vítimas. A perícia será realizada assim que os bombeiros terminarem o trabalho.

A prefeitura ainda não confirmou a situação do prédio que desabou, mas há muitas construções irregulares na região. Em abril de 2019, dois prédios irregulares desabaram na comunidade vizinha da Muzema e provocaram a morte de 24 pessoas.

_______

ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA - 11H11

Bombeiros resgatam criança sem vida de escombros do desabamento no Rio

O secretário de Estado de Defesa Civil do Rio de Janeiro e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro, informou que uma menina com idade entre 2 e 3 anos foi retirada sem vida dos escombros do desabamento do prédio na comunidade Rio das Pedras, na zona oeste do Rio.

O corpo da criança, segundo o coronel, foi levado para o Instituto Miguel Couto, na zona norte do Rio. O coronel informou que o trabalho dos bombeiros continua para resgatar um homem de aproximadamente 30 anos que, segundo a vítima retirada durante a manhã, também está soterrado. “Não posso informar se a vítima está com vida ou sem vida. É um lugar de difícil acesso, mas acredito que nos próximos minutos terei uma informação mais concreta para passar para vocês”, disse em entrevista no local.

“A vítima que acabou de ser removida informou que estava acompanhada de um adulto de aproximadamente 30 anos e de uma criança. A criança a gente conseguiu localizar. A vítima foi encaminhada para o hospital e agora [estamos] em busca do adulto masculino no mesmo cômodo”, completou.

O secretário disse ainda que a estratégia de trabalho a partir de agora é utilizar os cães farejadores treinados para operações de resgate, além de remoção cuidadosa dos escombros. “Estamos removendo com muito cuidado, porque corre o risco de um novo desabamento. Tem prédios ao lado do prédio que foi afetado, são vidas que estão ali, são bombeiros que estão colocando a vida em risco , então, a gente está trabalhando com muita cautela, muita calma para gente tentar localizar essa possível vítima”, informou.

Atendimento
A Secretaria Municipal de Saúde informou que quatro vítimas do desabamento deram entrada em hospitais da rede municipal. Entre as três pessoas que foram levadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, duas delas já tiveram alta.

Uma mulher de 28 anos permanece sob cuidados na unidade, com quadro estável. Já a mulher resgatada dos escombros e levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade, passa por avaliação e exames na unidade.

A Secretaria Municipal de Habitação (SMH) informou que o imóvel que desabou em Rio das Pedras, na madrugada desta quinta-feira, era irregular. De acordo com a Prefeitura do Rio, a equipe da SMH está no local para prestar o atendimento necessário às famílias.

Polícia Civil
O inquérito para apurar as circunstâncias do desabamento do prédio na comunidade Rio das Pedras que foi instaurado pela 32ª DP (Taquara) foi transferido para a 16ª DP, que é a delegacia responsável pela área onde se localiza a comunidade. Equipes da Polícia Civil estão no local para identificar testemunhas e vítimas. A perícia será realizada no local assim que os bombeiros terminarem o trabalho.

Equipes
Várias equipes de diferentes órgãos atuam no local. O trabalho é feito por agentes do Centro de Operações da Prefeitura (COR), do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, da concessionária de energia Light, da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio), da Defesa Civil e da Guarda Municipal. “Foram acionadas ainda equipes da concessionária de gás Naturgy, Comlurb, Subprefeitura de Jacarepaguá, Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva), Secretaria de Ordem Pública, Secretaria de Infraestrutura e Secretaria Municipal de Assistência Social”, completou em nota a Prefeitura do Rio.

Ainda conforme a prefeitura, técnicos da Defesa Civil Municipal avaliam os danos que foram causados em outras quatro edificações, uma à direita e três à frente do imóvel que desabou e se serão necessárias outras interdições. A Defesa Civil faz a avaliação da estrutura dos prédios atingidos.

Também no local, a Secretaria Municipal de Assistência Social montou um ponto de acolhimento para o atendimento das famílias.



De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma mulher foi localizada sob os escombros
Socorristas ainda buscam homem de 30 anos que está soterrado