Rio

Rio de Janeiro decreta feriado de 10 dias para conter a covid-19

.

Foto: Reuters / Ricardo Moraes
Credit...Foto: Reuters / Ricardo Moraes

O estado do Rio de Janeiro decretou um feriado de 10 dias a partir da próxima sexta-feira (26), indo até o domingo (4).

A antecipação de feriados e a criação de três dias de folga foram um dos pontos de consenso em reuniões na noite deste sábado (20) e na manhã deste domingo (21). O feriado ainda precisa passar pela aprovação da Assembleia Legislativa (Alerj).

A publicação sustenta que há apoio dos deputados e que a medida será aprovada. Não houve acordo para a adoção de medidas mais restritas, e os prefeitos do Rio e de Niterói, Eduardo Paes e Axel Grael, saíram contrariados do encontro deste domingo (21) no Palácio Laranjeiras. Eduardo Paes pode decretar novas medidas nesta segunda-feira (22).

Em um ponto sempre polêmico para qualquer política de lockdown, todas as escolas públicas e particulares estarão fechadas.

Já o transporte público operará das 5h à meia-noite, de segunda a sábado, e das 7h às 23h aos domingos. Haverá fiscalização do uso de máscara e álcool em gel nas estações. O fretamento de ônibus intermunicipais e interestaduais, exceto de transporte de trabalhadores, foi proibido.

Entre as regras acertadas, bares e restaurantes devem funcionar com metade da capacidade, fechando às 21 horas. Será proibido vender bebida alcoólica para clientes em pé e servir mesas com mais de quatro pessoas.

Shoppings e centros comerciais apenas com 40% da capacidade, das 12h às 20h. Lojas em geral podem abrir entre 8h e 17h; e o setor de serviço pode atender das 12h às 20h.

Até o próximo dia 4, as praias, clubes e parques permanecerão fechados. Continua proibida a permanência em espaços públicos entre 23h e 5h.(com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais