Teatro - 25 de fevereiro a 03 de março


TEATRO/ESTREIA

AMORES DE SABRINA – Texto e direção de Camilo Pellegrini. Supervisão de Cláudio Torres Gonzaga. Com Ana Paula Novellino,  Buno Balthazar, Cláudio Garcia, Flavia Tolledo, Ricardo Gonçalves e Silvia Carvalho.  A peça faz uma crítica bem-humorada  aos folhetins vendidos em bancas de jornal que têm como foco o universo feminino, seus sonhos e ideais. Teatro Ziembinski, Avenida Heitor Beltrão, s/nº, Tijuca, em frente ao metro São Francisaco Xavier (2254-4399/3234-2003). Cap.: 132 pessoas. 5ª, às 20h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. Duração: 1h20.  14 anos.  Até 28 de abril.  

TEATRO/ÚNICAS APRESENTAÇÕES

ROSAS PARA NOEL, 100 ANOS DO POETA DA VILA  –  O tributo ao compositor  Noel Rosa traz dois espetáculos com concepção e direção de Denise Espírito Santo e André Gardel,  e uma roda de conversa sobre a obra do poeta. 3ª – 19h30: Rosas de Noel. Com  Alfredo de Oliveira Neto, Júlio César, Kezia Jacomo, Lícia Gomes, Luisa Espindola, Rita Malm, Roberta Valente e Rosa Saldanha. Músico convidado: Sidnei Dantas. 4ª – 19h30De Sinhô para Noel. Concepção e performance de voz e violão: André Gardel. Participação do percussionista Jonas Hammar. 5ª – 19h30: Roda de conversa:  Noel o cronista da cidadeTeatro Sesi, Av. Graça Aranha, 1, Centro (2563-4163). Cap.: 350 pessoas. 3ªa 5ª,  às 19h30. R$ 30 (show e espetáculo). Estudantes e idosos pagam meia. Roda de conversa: grátis. Livre. 

TEATRO/EM CARTAZ

À PROCURA DE SI MESMO - Texto e interpretaçãode Diego Carvalho, Leonardo Bastos, Lucy Pavish, Mariana Zurc, Pedro Rothe, Thales Laranja e outros. Direção de Thaisa Areia. O espetáculo narra a poética saga de um homem em busca de uma ilha que não está no mapa, trazendo à tona uma reflexão acerca da busca interior de cada um de nós. Teatro Gláucio Gill / Café do Teatro, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 40 pessoas. 4ª, 5ª e 6ª, às 19h.  R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. Livre.  Duração: 45 minutos. Até 4 de março. 

ADÉLIA – Com a Cia. de Teatro Íntimo. Direção de Renato Farias. Alternando a força do desejo e a devoção espiritual, as palavras da poeta mineira Adélia Prado  desnudam a alma feminina. Em meio a roupas penduradas no varal e bacias cheias d'água, as  atrizes Bellatrix, Fernanda Boechat e Gabriela Haviaras transformam o cotidiano em poesia e criam um diálogo entre o sagrado e o profano. Solar de Botafogo / Espaço 2, Rua General Polidoro, 180, Botafogo (2543-5411). Cap.: 25 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h30. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos.  Duração: 50 minutos. Até 3 de abril. 

AMORES, PERDAS E MEUS VESTIDOS – Texto de Delia  e Norah Ephron a partir da obra de Ilene Beckerman. Adaptação de Adriana Falcão. Direção de Alexandre Reinecke. As atrizes  Arlete Salles, Carolina Ferraz, Ivone Hoffmann e Taís Araújo interpretam  histórias reais de mulheres que dividem experiências de vida a partir das memórias das suas roupas. Teatro Leblon – Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 417 pessoas. 5ª, às 21h; 6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 70 (5ª e 6ª) e R$ 80 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30. Até 27 de março. 

A/VERSÃO – Texto de Mariana Rebelo. Direção de Rodrigo Sant’anna. Com Leandro Lamas e  Mariana Rebelo. A trajetória do casal Nick e Julie, dois personagens de um filme – uma comédia romântica.  Do primeiro encontro até a separação, tudo é contado em esquetes cômicos sempre em duas versões: a dele e a dela.  Teatro Candido Mendes, Rua Joana Angelica, 63,  Ipanema (2267-7295). Cap.: 133 pessoas.  3ª e 4ª, às 21h.  R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. Casal paga R$ 30, pelos dois ingressos. 12 anos. Duração: 1h20. Até 13 de abril.

BARBA AZUL, A ESPERANÇA DAS MULHERES – Texto de Dea Loher. Tradução de Carola Saavedra. Direção de Fábio Ferreira. Com  Márcio Vito, Raquel Iantas, Marcelle Sampaio, Teresa Hermany, Mona Vilardo e Laura Becker.  A partir da fábula do Barba Azul, a dramaturga alemã Dea Loher apresenta seu olhar sobre as experiências amorosas no mundo de hoje. Na peça, o Barba Azul  é um homem comum e ao longo da narrativa  vive encontros amorosos com sete mulheres diferentes. A partir destes encontros, como num caleidoscópio de imagens, o espectador assiste a fragilidade, a solidão e o descaminho de pessoas que circulam pelas grandes cidades. Casa de Cultura Laura Alvim, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2042). Cap.: 245 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 40. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30. Até 20 de março.  Nesta quinta (03/03), não haverá espetáculo.

CASAR PRA QUÊ? – Texto de Alessandro Anes. Direção de Anja Bittencourt. Com Alessandro Anes e Ana Teresa Welerson. Comédia romântica sobre um casal: ele adora cerveja e futebol e ela,  shopping e novela. Apesar das diferenças, os dois não se largam e vivem um sem o outro.  Teatro Miguel Falabella, NorteShopping,  Av. Dom Helder Câmara, 5.332, Del Castilho (2595-8245). Cap.:  453 pessoas.  5ª a dom., às 18h. R$ 30 (5ª e 6ª) e R$ 40 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 13 de março

CHOPIN & SAND: ROMANCE SEM PALAVRAS – Texto de  Walter Daguerre. Direção de Jacqueline Laurence. Direção Musical de Roberto Duarte. Trilha Sonora de Alexandre Elias. Com  Marcelo Nogueira e Françoise Forton. Pianista convidada: Linda Bustani.  O espetáculo, em prosa e música, traz reflexões sobre o natureza dos sentimentos humanos a partir do relacionamento singular entre o compositor Frederic Chopin e a escritora e feminista francesa George Sand. Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20,  Centro (2253-1580/2219-5165). Cap.: 200 pessoas.  4ª a dom., às 19h.  R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 20 de março. 

COELHO BRANCO SOBRE BRANCO – Texto e direção de Alessandra Colasanti. Com  Pedro Henrique Monteiro. Em um circo decadente chamado Utopia, um coelho é a única atração e no seu número solo narra a saga do homem sobre a Terra, do Big Bang ao colapso final, um ‘freak show’ em forma de pantomima histórica. Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63,  Flamengo (3131-3060). Cap.: 84 pessoas. 3ª e 4ª,  às 19h30.  R$ 15. Estudantes e idosos pagam meia.  12 anos. Duração: 1h. Até 30 de março. 

COMÉDIA EM PÉ – Com  Claudio Torres Gonzaga, Fábio Porchat, Fernando Caruso, Léo Lins e Paulo Carvalho.  O grupo de humoristas usa apenas o microfone e o texto para debochar dos aspectos inusitados da vida. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. 6ª e sáb., às 23h.   R$ 50. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30. Até 26 de março.

CONVERSANDO COM MAMÃE –  Texto de  Santiago Carlos Oves. Versão teatral de Jordi Galceran. Direção de Susana Garcia. Com Beatriz Segall e Herson Capri. Apesar da  leveza  que pontua o diálogo entre uma mãe de 82 anos e seu filho cinquentão, o texto do cineasta e roteirista argentino Santiago Carlos Oves levanta conflitos e questões que envolvem a relação entre mãe e filho, como solidão, traição, casamento, sexo e medo. Teatro Leblon – Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde  Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 5ª a sáb., às 19h; dom., às 18h. R$ 80. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 13 de março.

COUSA DE MULHER – Adaptação e direção de Anderson Oliveira. Com Fernanda Zau, Barbara Fornarolli, Malu Rossi e Victor Rosalen. Baseado no  romance O nome da cousa, da escritora paulistana Fal Azevedo,  o espetáculo é uma divertida comédia sobre o universo feminino. Quando três amigas se reencontram em um bar, muitos assuntos começam a vir à tona despertando diferentes emoções e muitas surpresas. Teatro Ipanema, Rua Prudente de Moraes, 824, Ipanema (2523-9794). Cap.:  250 pessoas. 3ª e 4ª, às  21h. R$ 30. Estudantes, idosos e quem doar um quilo de alimento não-perecível pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 6 de abril.

DENTRO DA NOITE – Texto de João do Rio. Adaptação de Marcus Alvisi. Direção de Ney Matogrosso. Com Marcus Alvisi. Adaptação de dois textos de João do Rio – Dentro da noite e O bebê Tarlatana Rosa. No primeiro, Rodolfo conta a um amigo, dentro de um trem, como é sua relação sádica com a namorada. No segundo conto, Heitor conta uma história de terror e êxtase. Casa de Cultura Laura Alvim / Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2042). Capacidade: 70 pessoas. Sáb., às 21h; dom., às 20h.  R$ 40. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 55 minutos.  Até 3 de abril. 

DOIS JOGOS: SETE JOGADORES – Direção de Celina Sodré. Com  Carol Caju, Davi de Carvalho, Evelin Reginaldo, Pôla Neves, Tuini Bitencourt e Vandré Silveira. O satores do  Studio Stanislavski  apresentam duas montagens apresentadas em sequência que trazem uma reflexão sobre o universo masculino e feminino a partir de fragmentos de textos de Heiner Muller, Franz Kafka, Ingmar Bergman, Van Gogh e Clarice Lispector. Instituto do Ator, Rua da Lapa 161, Lapa, entrada pela Rua Joaquim Silva. Informações:  9447-1982. Cap.: 12 pessoas. 6ª, sáb. e dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia.  14 anos. Duração: 1h15.  Até 3 de abril. 

É COM ESSE QUE EU VOU – Concepção, pesquisa, roteiro e direção geral: Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Direção de Claudio Botelho e Charles Möeller. Direção musical e arranjos de Luís Filipe de Lima. Coreografia de Renato Vieira. Com Soraya Ravenle, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria, Lilian Valeska, Maskley Matos, Marcos Sacramento e Pedro Paulo Malta. O musical parte das letras dos grandes sambas compostos entre as décadas de 1920 e 1970 para fazer um passeio pela história do Brasil com humor, crônica social, lirismo e dramaticidade. Teatro João Caetano, Praça Tiradentes, s/nº, Centro (2332-9257). Cap.: 1.123 pessoas. 5ª e 6ª, às 19h; sáb.,  às 20h30; dom., às 18h. R$ 30 (balcão simples); R$ 40 (plateia e balcão nobre). Estudantes e idosos pagam meia. Vendas na bilheteria somente em dinheiro. Ingressos também disponíveis em www.ingresso.com. Livre. Duração: 2h (com intervalo). Até 13 de março

ENFIM, NÓS – Texto de  Bruno Mazzeo e Cláudio Torres Gonzaga. Direção de Cláudio Torre Gonzaga. Com Március Melhem e Fabíola Nascimento.  No primeiro Dia dos Namorados depois de casados, Zeca e Fernanda acabam presos no banheiro do apartamento e vivem situações hilárias e inusitadas que acabam com o que seria uma noite inesquecível. Teatro Miguel Falabella, Norte Shopping, Av. Dom Helder Câmara, 5.4332, Cachambi (2178-4444). Cap.:  465 pessoas. 5ª a sáb., às 21h;  dom., às 20h. R$ 50.  Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos.  Duração: 1h. Até 1º de maio. 

ESTILHAÇOS  –  Texto e direção de Eduardo Wotzik. Com  Analu Prestes, Clarice Derziê, Marcos França e Ricardo Kosovski. Com um um texto bem humorado e provocativo, a montagem apresenta depoimentos e observações sobre o cotidiano, onde quatro atores interpretam 45 crônicas sobre como é viver e conviver com diversos aspectos do mundo contemporâneo.   Espaço I do Museu do Universo, Planetário da Gávea,  Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 110, Gávea (2529-2146).  Cap.: 90 pessoas.  5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 80. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos.  Duração:  1h10. Até 20 de março. Na quinta (03/03), não haverá espetáculo.

EVA FUTURA–  Texto original de Villiers de L’isle Adam. Tradução, adaptação e direção de Denise Bandeira. Com Pedro Paulo Rangel, Larissa Maciel, Bruno Ferrari, José Antonio Meira, Louri Santos e Daniel Zubrinsky. Participação de  Ana Velloso como Evelyn  Habal.  Um dos antecessores da ficção científica, o texto  escrito em 1886 traz um o inventor Thomas Edison devidamente ficcionalizado que cria uma andróide batizada de Alicia Clary, dotada de todos os atributos - beleza, modos, cultura - que uma mulher ideal deveria ter. Teatro Sesi, Av. Graça Aranha, 1, Centro (2563-4163). Cap.: 350 pessoas.  5ª a dom., às 19h30.  R$ 40. Estudantes e idosos pagam meia. 14  anos. Duração: 1h30. Até 13 de março. Nesta quinta (03/03), não haverá espetáculo.

OS EXCULAXADOS – Texto de Beto Moreno. Direção de Chico Anysio. Com Alexandre Maguolo, Beto Moreno, Will Gama e Rafael Guimalle. A comédia brinca com fatos do cotidiano e as neuroses urbanas elevadas a um grau máximo de humor. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2274-7246). Cap.: 395 pessoas.  6ª e sáb., às  23h. R$ 50. Estudantes e idosos pagam meia. R$  20: com doação de alimentos não perecíveis para os desabrigados da região serrana ou doadores de sangue do HemoRio. 14 anos. Duração: 1h. Até 26 de março.

HAIR – Libreto e letras de Gerome Ragni e James Rado. Música de Galt MacDermot. Versão brasileira de Claudio Botelho. Direção de Charles Möeller. Com Hugo Bonemer, Igor Rickli, Carol Puntel e elenco. O musical que fez sua estreia em 1968 se tornou o espelho e uma das principais referências do movimento cultural e comportamental que mudou a perspectiva de mundo nas décadas de 60 e 70. A trama principal gira em torno de Claude, jovem convocado para a Guerra do Vietnã e seu grupo de amigos integrantes de uma tribo de hippies de Nova York, com seus dilemas e seu peculiar estilo de vida. Oi Casa Grande, Av. Afrânio de Mello Franco, 290, Leblon (2511-0800). Cap.: 926 pessoas. 4ª, 5ª e 6ª, às 21h; sáb., às 18h e 21h30; dom., às 19h. Preços: Balcão setor 3: R$ 40 (4ª, 5ª e 6ª) e R$ 60 (sáb. e dom.); Balcão setor 2: R$ 80 (4ª, 5ª e 6ª) e R$ 100 (sáb. e dom.);  Plateia setor 1: R$ 100 (4ª, 5ª e 6ª) e R$ 120 (sáb. e dom.); Plateia vip e camarotes: R$ 120 4ª, 5ª e 6ª) e R$ 150 (sáb. e dom.); Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 2h10 (com intervalo). Até 1º de maio.  Na quarta (02/03) e na quinta (03/03), não haverá espetáculo.

A HISTÓRIA DE NÓS 2 – Texto de Lícia Manzo. Direção de Ernesto Piccolo. Com Alexandra Richter e Marcelo Valle. A comédia explora as diferentes facetas de um homem e uma mulher dentro do casamento e das exigências do mundo contemporâneo. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2274-7246). Cap.: 395 pessoas. 5ª, 6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (5ª), R$ 70 (6ª e dom.) e R$ 80 (sáb.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h05. Até 27 de março. 

IN ON IT - Texto Daniel MacIvor. Tradução Daniele Ávila. Direção de Enrique Diaz. Com  Emílio de Mello e Fernando Eiras. A partir da narrativa teatral de um acidente de carro envolvendo um homem chamado Ray, dois personagens comentam as cenas, que envolvem ainda a mulher, o filho e o pai de Ray, e vão descobrindo implicações de suas vidas pessoais na história. Teatro Maria Clara Machado, Planetário da Gávea, Av. Padre Leonel França, 240, Gávea (2274-7722). Cap.: 124 pessoas. 5ªa sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h20. Até 27 de março. Na quinta (03/03), não haverá espetáculo.

LENTE DE AUMENTO – Texto e interpretação de Leandro Hassum. Direção de Daniela Ocampo. O humorista faz uma sátira aos aspectos ridículos e inusitados de algumas situações do cotidiano. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 457 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h30.  R$ 70.  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15. Até 1º de maio. 

MARIA DO CARITÓ – Texto de Newton Moreno. Direção de João Fonseca. Com Lília Cabral, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves, Silvia Poggetti e Dani Barros. No Dia de Santo Antônio, no interior do Nordeste, a solteirona Maria clama por um marido. O problema é que o pai a prometeu para São Djalminha para salvá-la de um parto difícil que custou a vida de sua mãe. Só que Maria não desiste de viver um grande amor, ainda que tenha que enfrentar a fúria de toda uma cidade que clama por sua sacrossanta virgindade. Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º andar (2274-9895). Cap.: 402 pessoas. 5ª a sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (5ª), R$ 70 (6ª) e R$ 80 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h40. Até 8 de maio.  Na quinta ( 03/03), não haverá espetáculo. 

MOSCOU É UMA JAULA – Direção de Celina Sodré. Com  Marcus Fritsch. O monólogo integra o  projeto Tolstoi nos 20 anos do Studio Stanislavski e parte do livro Guerra e Pz, de Leon Tolstoi para destacar aspectos  psicológicos da sociedade russa na época das guerras napoleônicas.  Instituto do Ator, Rua da Lapa, 161, Lapa (2224-8878). Cap.: 16 pessoas. 3ª, às 20h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia (pagamento em dinheiro ou cheque). 14 anos. Duração: 30 minutos.  Até 28 de junho.

NAVALHA NA CARNE –  Texto de Plínio Marcos. Direção de Rubens Camelo. Com Marta Paret, Rogério Barros e Zé Wendell. O espetáculo tem como cenário um hotel  da Praça Tiradentes para envolver o espectador no submundo e no clima denso e violento da relação entre a prostituta Neusa Sueli, o cafetão Vado e o  homossexual Veludo. Hotel Nicácio, Rua Imperatriz, s/nº, Centro, ao lado do Centro Cultural Hélio Oiticica. Informações:  9281-9340. Cap.: 22 pessoas.  6ª e sáb., às 21h30.  R$ 40. 16 anos. Duração: 48 minutos.  Até 26 de março. 

PIANO BAR - Texto de João Batista. Direção de Sueli Guerra. Com Marcelo Argenta e Stella Celano. Um jovem casal se reúne em um bar para celebrar o aniversário de casamento. O encontro acaba gerando emoções e discussões. Teatro Gláucio Gill, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 104 pessoas. Sáb. e dom., às 19h.  R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos.  Duração: 1h.  Até 20 de março.  

O REINO DO MAR SEM FIM  –  Direção de Adriana Schneider. Com os atores do Grupo Pedras: Marina Bezze, Helena Stewart, Diogo Magalhães e Adriana Schneider. A dramaturgia do espetáculo é construída a partir de depoimentos reais de brincantes da Zona da Mata, em especial do mamulengueiro, barbeiro e cantador de romances Severino da Cocada, que decide contar a história de anor envolvendo a princesa do Reino  do Mar Sem Fim. Teatro do Jockey, Rua Bartolomeu Mitre, 1.110, Gávea (3144-1286). Estacionamento gratuito, entrada pela Rua Mário Ribeiro, 410. Cap.: 80 pessoas.  6ª e sáb., às 21h30; dom., às  21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 27 de março.  

O SAMBA CARIOCA DE WILSON BAPTISTA –  Texto e interpretação de Rodrigo Alzuguir e Cláudia Ventura. Direção de Sidnei Cruz. Direção musical de Roberto Gnatalli. Músicos: Nando Duarte (violão), Naife Simões (percussão), Luís Barcellos (cavaquinho), Georgie Câmara (bateria) e Levi Chaves (flauta e sax). Com pequenas encenações e muita música, o espetáculo resgata a boemia carioca dos anos  1930 para narrar a trajetória do sambista  Wilson Baptista (1913-1968), considerado um dos grandes cronistas musicais de sua época.   Teatro Carlos Gomes, Rua Pedro I, nº 4, Praça Tiradentes, Centro (2232-8701). Cap.: 685 pessoas. 4ª, 5ª e 6ª,  às 19h. Preço único: R$ 10. 12 anos.  Duração: 1h30.  Até 11 de março.  

SASSARICANDO – E O RIO INVENTOU A MARCHINHA – Concepção, pesquisa  e roteiro de Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Direção de Cláudio Botelho. Direção musical de Luis Filipe de Lima. Coreografias de Renato Vieira. Com André Dias, Inez Viana, Pedro Miranda, Ivana Domenico, Juliana Diniz e Cris Gualda. Com quase uma centena de marchinhas de compositores como Noel Rosa, Lamartine Babo e Braguinha, o musical faz uma crônica da vida e dos costumes do Rio.  Teatro Carlos Gomes, Rua Pedro I, nº 4, Praça Tiradentes, Centro (2232-8701). Cap.: 685 pessoas. 6ª, às 12h30;  sáb., às 20h; dom., às 18h.  R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia.  Livre. Duração: 2h (com intervalo). Vendas pela internet: www.ticketronic.com.br. Até 13 de março.   

SOLIDÃO, A COMÉDIA –  Texto de Vicente Pereira. Direção de  Claudio Tovar. Direção musical de Alexandre Elias. Com  o humor irreverente e debochado do chamado  ‘Teatro Besteirol’, o solo com o ator Maurício Machado traz cinco divertidos personagens, tendo como pano de fundo diferentes formas de solidão. Teatro Candido Mendes, Rua Joana Angelica, 63, Ipanema (2267-7295). Cap.: 133 pessoas.  5ª a sáb., às 21h30; dom., às 20h30.   R$ 30 (5ª) e R$ 40 (6ª, sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15. Até 17 de abril. Paralelo ao espetáculo, a exposição Assim era o Besteirol” faz uma homenagem ao autor Vicente Pereira, precursor do gênero com fotos, material cênico, vídeos e instalações, com um panorama da época  trabalhos de outros autores como Miguel Falabella, Mauro Rasi, Guilherme Karan, entre outrosNa quinta (03/03), não haverá espetáculo.

SONHOS PARA VESTIR – Texto e interpretação de Sara Antunes.  Direção de Vera Holtz. Cenário-instalação: Analu Prestes.  A atriz Sara Antunes encarna uma  mulher insone que  faz uma viagem sensorial por seus sonhos e realizações tendo como cenário uma instalação criada pela artista plástica Analu Prestes. Casa de Cultura Laura Alvim / Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). Cap.: 70 pessoas. 5ª e 6ª, às 21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 60 minutos. Até 28 de março.

SUBVERSÕES 21 –  Direção de Stella Miranda. Versões de Aloísio de Abreu e Luis Salem.  O projeto com versões provocativas para músicas de sucesso completa 21 anos e traz o trio Aloísio de Abreu, Luis Salem e Márcia Cabrita com uma nova montagem do musical com provocativas versões, que incluem clássicos comoMeu nome é Creuza (versão para O amor e o poder, hit eternizado na voz de Rosana) e novidades, como o caso de Gargalhada já (versão de Bad romance, de Lady Gaga). Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º andar (2239-1095). Cap.: 402 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h30. R$ 60. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15.  Até 30 de março. Nesta quarta (02/03), não haverá espetáculo. 

UM CORAÇÃO FRACO  – Adaptação de Domingos Oliveira para o texto  A felicidade, de  Fiodor Dostoievski. Direção de Priscilla Rozenbaum. Com Caio Blat, Cadu Fávero, Isabel Guéron e Sofia Torres.  O frágil jovem Vassia  trabalha como copista  em uma repartição pública. Quando se apaixona e casa com  Lisanka, Vassia se empenha em trabalhar mais para ganhar dinheiro extra. Dividido entre a a  paixão e o trabalho, Vassia ultrapassa suas forças e termina por enlouquecer. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 457 pessoas. 2ª e 3ª, às 21h.  R$ 40.  Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 29 de março. 

ÚLTIMOS DIAS

A AGONIA DO REI –  De Eugène Ionesco. Direção de Dudu Sandroni. Com Ednei Giovenazzi, Nathalia Dill, Kelzy Ecard, Alexandre Mofati, Thais Tedesco e Gustavo Arthiddoro. O reino de Bérenger está devastado e decadente e o rei vai morrer, mas ele se recusa a aceitar o fato. A partir daí de  forma, ora nonsense, ora absurdamente cruel,  a peça mostra a luta do homem contra a sua finitude, passando por vários estágios, até o desfecho final. Teatro Glauce Rocha, Av. Rio Branco, 179, Centro (2220-0259). 6ª (25/02), sáb. (26/02), 4ª (02/03) e  5ª (03/03). R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. Duração: 1h10. Até 3 de março.

MONÓLOGOS DA MARIJUANA – Direção de Emilio Gallo. Adaptação da versão brasileira: Reinaldo Moraes e Coletivo dos  autores. Com Marcos Winter, Felipe Cardoso e Vitor Emanuel.  A partir dos  textos dos autores americanos  Arj Barker, Doug Benson e Tony Camin, o espetáculo  faz uma reflexão irônica sobre os mitos e lendas que são sempre associados a controversa  erva  valendo-se da paródia e do absurdo.  Hipódromo Up, Praça Santos Dumont, 108, Baixo Gávea (2294-0095). 3ª e 4ª, às 22h. R$ 40. Estudantes e idosos pagam meia. 18 anos. Duração: 1h10.  Até 2 de março.      

O PODEROSO CHEF – Criação e direção de André Spínola.  Os atores André Spínola e Bruno Pacheco convidam cinco homens e cinco mulheres para jantar e participar de um  jogo com o objetivo de se tornar um novo chefe mafioso. Baseado nos jogos para não-atores de Augusto Boal, os 10 jogadores receberão as regras, informações sobre seu personagem, dinheiro e terão que fazer alianças com outros para poder vencer. Durante a apresentação são servidos pratos criados pelo chef  Pedro Castro Neves e os demais espectadores assistem ao jogo/cena. Rosita Café, Shopping Downtown,  Avenida das Américas,  500, bloco 21, loja 126,  Barra da Tijuca. Reservas: 3084-5202 / 3084-5203.  Cap.: 20 pessoas (10 jogando e 10 na platéia). 5ª, às 20h30. R$ 80 com jantar incluído (bebidas à parte). 16 anos. Duração: 1h30. Até 3 de março. 

R & J DE SHAKESPEARE  –  JUVENTUDE INTERROMPIDA – De Joe Calarco. Tradução de Geraldo Carneiro. Direção de João Fonseca. Com João Gabriel Vasconcellos, Rodrigo Pandolfo, Pablo Sanábio e Felipe Lima. Em uma escola católica extremamente conservadora, quatro estudantes exploram o célebre  texto Romeu e Julieta como uma fuga da repressão em que vivem. A partir daí, exploram suas próprias sexualidades, interpretando todos os personagens e  diálogos do  clássico.Teatro Gláucio Gill, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 104 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos Duração: 1h45.  Até 2 de março.