Lula diz que papel das Forças Armadas não é cuidar de urna eletrônica, e associa Bolsonaro a Trump

Para petista, é curioso que o mesmo sistema eleitoral sobre o qual Bolsonaro tanto questiona, é o mesmo que o elegeu presidente e tantas vezes quando foi deputado. Ao mesmo tempo, Lula acredita que o chefe do Planalto quer fazer no Brasil o que Trump fez no Capitólio em 2021

Foto: Ricardo Stuckert
Credit...Foto: Ricardo Stuckert

Na manhã desta sexta (1º), durante entrevista para rádio Metrópole, de Salvador, o ex-presidente Lula afirmou que as Forças Armadas não devem ficar aplicando seu tempo "cuidando de urnas eletrônicas", e que quem deve dar atenção ao assunto e a Justiça Eleitoral.

Lula também enfatizou o fato de que o presidente Jair Bolsonaro (PL), que tanto coloca em dúvida o sistema eleitoral brasileiro, foi eleito deputado várias vezes através das urnas, e que os ataques feitos por Bolsonaro são uma tentativa de "criar confusão para fazer a mesma coisa que o [ex-presidente americano Donald] Trump fez nos Estados Unidos".

"O papel das Forças Armadas não é cuidar de urna eletrônica. Quem tem que cuidar de urna eletrônica é a Justiça Eleitoral, quem tem que fiscalizar é a sociedade civil, e quem tem que fazer as mudanças é o Congresso Nacional. Esse cidadão [Bolsonaro] que não acredita nas urnas foi eleito vários mandatos de deputado pelo voto eletrônico", disse.

Adicionalmente, o petista afirmou que as Forças Armadas deveriam se incumbir de sua "função muito nobre" de garantir a soberania nacional, vigiando as fronteiras secas e marítimas, em vez de se preocupar com o sistema de votação.

O petista centrou as críticas em "alguns militares ligados ao Bolsonaro", e também disse que o presidente "roubou em 2018, sendo eleito contando mentiras". (com agência Sputnik Brasil)

 

LEIA TAMBÉM

Datafolha: Lula lidera em São Paulo, com 43% das intenções de voto

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais