Bolsonaro sobre protestos de 1º de maio: Não abrimos mão da nossa liberdade

...

Foto: reprodução de vídeo
Credit...Foto: reprodução de vídeo

Eduardo Laguna e Sandy Oliveira - O presidente Jair Bolsonaro (PL) dedicou parte de um discurso proferido em evento com pecuaristas, setor próximo ao bolsonarismo, para mandar um recado a apoiadores que vão participar dos protestos de amanhã contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

"Não abrimos mão da nossa liberdade", disse o chefe do Executivo ao participar neste sábado (30) da cerimônia de abertura da ExpoZebu, maior feira de gado zebu do mundo que acontece em Uberaba (MG). Segundo Bolsonaro, amanhã será também um dia de manifestação da população que quer que "todos joguem dentro das quatro linhas da Constituição".

"A todos vocês que, por ventura, forem às ruas amanhã, não para protestar, mas para dizer que o Brasil está no caminho certo, que o Brasil quer que todos joguem dentro das quatro linhas da Constituição, [quero] dizer que não abrimos mão da nossa liberdade", afirmou.

"Amanhã, não será um dia de protestos, será um dia de união do nosso povo para um futuro cada vez melhor a todos nós", acrescentou o presidente.

Ao lembrar da facada que quase lhe tirou a vida durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG) nas eleições de 2018, Bolsonaro aproveitou também o momento em solo mineiro para dizer que nasceu em São Paulo, foi criado no Rio de Janeiro, mas renasceu em Minas Gerais.

Também usou o palanque da feira para colocar em destaque o general Walter Braga Netto, ex-ministro da Defesa e cotado para ser seu vice na chapa pela reeleição em outubro. "Tem coração maior do que o meu Brasil", afirmou o presidente ao apresentar Braga Netto ao público que compareceu à abertura da ExpoZebu. (Agência Estado)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais