Bolsonaro ignora a eleição de Gabriel Boric no Chile

De todos os chefes de Estado da América do Sul, Jair Bolsonaro é o único que ainda não felicitou Boric

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

Nessa quarta-feira (22), completaram-se 72 horas desde que José Antônio Kast, candidato de direita nas eleições presidenciais do Chile, reconheceu a vitória de Gabriel Boric como presidente eleito do país.

Chefes de estado de outras nações no continente, como Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Venezuela e Uruguai reconheceram o chileno como vitorioso.

O presidente brasileiro, porém, ainda não parabenizou Gabriel Boric pela sua vitória. Segundo publicação da Folha de São Paulo, embaixadores relatam mal-estar com a demora do Brasil em se manifestar.

O processo deve partir do presidente, e depois o Itamaraty divulga uma nota oficial. Quando Alberto Fernández foi eleito, em 2019, na Argentina, Bolsonaro não o parabenizou, e ainda lamentou publicamente a sua vitória.

Ao longo de sua campanha presidencial, Gabriel Boric declarou ver no brasileiro uma "ameaça para humanidade" e o chamou de "capitão motoserra". (com agência Sputnik Brasil)



De todos os chefes de Estado da América do Sul, Jair Bolsonaro é o único que ainda não felicitou Boric.
Gabriel Boric tem 36 anos


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais