Eleições 2022: Forças Armadas 'vão acompanhar todo o processo', afirma Bolsonaro

Crítico da urna eletrônica e defensor do voto impresso, o presidente da República tem ensaiado uma mudança de discurso em relação à lisura das eleições

Foto: AFP 2021 / Evaristo Sá
Credit...Foto: AFP 2021 / Evaristo Sá

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que as Forças Armadas vão participar de todo o processo de organização das eleições de 2022 e conferência da segurança das urnas eletrônicas.

"As Forças Armadas vão participar, assim como outras instituições. Elas vão acompanhar todo o processo", disse o presidente a apoiadores na frente do Palácio da Alvorada.

A declaração foi dada em resposta a um bolsonarista que questionou se o presidente considerava positiva a iniciativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de criar uma comissão da transparência para o pleito do ano que vem.

Crítico da urna eletrônica e defensor do voto impresso, o presidente da República tem ensaiado uma mudança de discurso em relação à lisura das eleições. Em entrevista à revista Veja, Bolsonaro afirmou: "Com as Forças Armadas participando, você não tem por que duvidar do voto eletrônico. As Forças Armadas vão empenhar seu nome, não tem por que duvidar. Eu até elogio o Barroso, no tocante a essa ideia", afirmou.

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do TSE, já foi bastante criticado por Bolsonaro, contudo, há um mês Bolsonaro não ataque o TSE ou o STF.

Movimentação ocorreu após as manifestações no 7 de setembro. Desde então, Bolsonaro divulgou uma carta à nação e recuou em ataques contra as instituições.(com agência Sputnik Brasil)

As Forças Armadas sempre participaram do processo eleitoral das urnas eletrônicas - não é novidade, como o presidente quer fazer crer.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais