Mensagem do governo federal pelo Dia do Agricultor causa indignação nas redes sociais

O canal oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República publicou uma imagem controversa em homenagem aos agricultores:um homem portando uma arma de fogo

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

Foi o bastante para, nas redes sociais, a oposição condenar a veiculação. A peça foi retirada do ar.

Mais tarde, soube-se que a Ascom comprou a foto em um banco de imagem.

Macaque in the trees
A mensagem foi apagada, mas internautas fizeram o 'print' (Foto: Foto: reprodução)

Cerca de três horas depois da polêmica imagem no Twitter e de muitas críticas dos internautas sobre a imagem controversa foi realizada uma tentativa de justificativa. No retweet, a Secretaria explica que a extensão da posse de arma para a "proteção das famílias" e do proprietário rural teria "reduzido drasticamente" as invasões de terra.

Ainda foi acrescentada uma lista apontando a redução na quantidade de invasões de terras ao longo dos anos, que depois foi corrigida para números mais elevados, através de uma errata.

Segundo a Secom, no período de vigência do governo Bolsonaro, entre 2019 e 2021, teria havido apenas 14 invasões de terras, enquanto que de 2016 a 2018 esse número foi de 111 invasões.

No meio das críticas dos usuários da rede social, vários apontavam que a imagem mais parecia a de um caçador. A fonte da foto foi descoberta por um dos internautas que apontou que a legenda original da imagem no banco pago GettyImages seria: "Homem segurando uma arma ao pôr do sol" e ainda denuncia que a compra da foto teria custado cerca de R$ 3 mil.

A descoberta revelada nos comentários da postagem original confirmou que a imagem nada tem a ver com agricultores, o que aumentou ainda mais as críticas.

A Secom ainda não se pronunciou sobre a escolha da imagem.(com agência Sputnik Brasil)



O canal oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República publicou uma imagem controversa em homenagem aos agricultores, que foram...
Um homem armado aparece no campo: imagem teria seido comprada por R$ 3 mil
A mensagem foi apagada, mas internautas fizeram o 'print'