Sem máscara, Bolsonaro participa de passeio de motocicletas e fala em 'CPI dos sete pilantras'

Presidente participa de nova 'motociata' no sul do país com apoiadores gerando aglomeração em meio ao maior índice de casos do coronavírus no Brasil desde o começo da pandemia

Folhapress / Tarla Wolski
Credit...Folhapress / Tarla Wolski

Jair Bolsonaro participou neste sábado de nova "motociata" no município de Chapecó, EM Santa Catarina. Gerando aglomerações, o presidente levou na garupa o prefeito da cidade, João Rodrigues (PSD). Os dois políticos estavam sem máscara de proteção contra a covid-19. No estado, o item é obrigatório e passível de multa.

Vale lembrar que na "motociata" em São Paulo, no dia 12 de junho, o presidente foi multado em R$ 552,71 por "não cumprir com a exigência de uso de máscara de proteção facial nos espaços de uso aberto ao público".

No final do evento, o presidente discursou e fez críticas à CPI da Covid, e disse que só uma coisa o tiraria de Brasília, Deus.

"Não adianta provocarem, inventarem, quererem nos caluniar, nos atacar 24 horas por dia porque não conseguirão. Só uma coisa me tira de Brasília: é o nosso Deus. Não vão ganhar no tapetão ou inventando narrativas", disse Bolsonaro.

Bolsonaro também declarou que a Comissão Parlamentar de Inquérito é uma "CPI de sete pilantras" e que "não querem investigar quem recebeu dinheiro, apenas quem mandou o dinheiro".

"Temos uma CPI de 7 pilantras que não querem investigar quem recebeu dinheiro, apenas quem mandou o dinheiro. Lamentavelmente, o Supremo Tribunal Federal decidiu pela CPI e decidiu também que governadores estão desobrigados de comparecer à mesma. Querem apurar o que? No tapetão, não vão levar", afirmou.(com agência Sputnik Brasil)