'TCU está certo. Eu errei', diz Bolsonaro sobre relatório de mortes por covid-19

Relatório, que o Tribunal de Contas da União (TCU) afirma não ter sido feito pelo órgão, questiona cerca de 50% dos óbitos pelo novo coronavírus em 2020 no país

Reprodução do Twitter
Credit...Reprodução do Twitter

O presidente Jair Bolsonaro reconheceu ter errado ao informar, na segunda-feira (7), que o TCU havia elaborado um relatório que questionava o real número de mortes em decorrência da covid-19 em 2020.

"O TCU está certo. Eu errei quando falei tabela, o certo é acórdão […]. A tabela quem fez fui eu, não foi o TCU. O TCU acertou em falar que a tabela não é deles", admitiu Bolsonaro nesta terça-feira (8).

O presidente havia dito na segunda-feira (7) que "relatório final, que não é conclusivo, disse que em torno de 50% dos óbitos por covid-19 no ano passado não foram por covid-19, segundo o Tribunal de Contas da União".

Na própria segunda-feira (7), o TCU desmentiu a declaração dada por Bolsonaro sobre a produção do relatório.

Na segunda-feira (7), o Brasil confirmou mais 1.119 óbitos e 39.712 casos de covid-19, totalizando 474.614 mortes e 16.985.812 diagnósticos da doença, anunciou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. (com agência Sputnik Brasil)



Relatório, que o Tribunal de Contas da União (TCU) afirma não ter sido feito pelo órgão, questiona cerca de 50% dos óbitos pelo novo coronavírus em 2020 no país.
Bolsonaro