Embaixo de críticas, presidente confirma Copa América no Brasil e anuncia jogos em 4 estados e no DF; Doria desistiu

Os jogos serão realizados no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás e mais uma sede será ainda anunciada.

Arquivo
Credit...Arquivo

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta terça-feira (1º) que o Brasil será a sede da Copa América deste ano e anunciou que já recebeu anuência de quatro sedes para receber os jogos da Copa América deste ano: Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás. Um quinto estado teria confirmado depois, mas o presidente não revelou qual.

"Escolhemos as sedes em comum acordo, obviamente, com os governadores. Agora, já tivemos quatro governadores: aqui de Brasília, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás. E mais um agora, que chegou um pouco atrasado, também se prontificando a sediar a Copa América. Então, ao que tudo indica, prezado Queiroga [ministro da Saúde], seguindo os mesmos protocolos, o Brasil sediará a Copa América", afirmou Bolsonaro.

Críticas ao anúncio

Logo após o anúncio da confederação sul-americana de futebol Conmebol na segunda-feira (31) de que o Brasil seria a sede da competição, o governo federal foi alvo de muitas críticas.

A decisão gerou repreensão em razão da pandemia da covid-19, que já matou mais de 460 mil pessoas no país. O evento esportivo é considerado um risco sanitário com a chegada de turistas de países vizinhos, enquanto o mundo tenta controlar a proliferação de novas cepas vindas do exterior.

A Copa América está prevista para acontecer entre 13 de junho e 10 de julho. (com agência Sputnik Brasil)



De acordo com presidente da República, os jogos serão realizados no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás e mais uma sede será ainda anunciada.
O Maracanã sediará jogos