Flávio Bolsonaro aciona Conselho de Ética após senador vazar conversa com o presidente

O vazamento de uma conversa pessoal entre o senador Jorge Kajuru e o presidente da República, Jair Bolsonaro, segue rendendo polêmicas em Brasília.

Foto: AP Photo / Eraldo Peres
Credit...Foto: AP Photo / Eraldo Peres

Em meio às denúncias de um suposto crime de responsabilidade por parte de Jair Bolsonaro, que insinuou que poderia interferir nos trabalhos da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) que pretende investigar os "erros" do governo federal durante a pandemia, a gravação de uma conversa entre o presidente e o senador Jorge Kajuru pode ganhar novos capítulos.

Nesta segunda-feira (12), o senador Flávio Bolsonaro disse que acionará o Conselho de Ética do Senado contra Kajuru. O parlamentar poderá ser acusado por ter vazado (e gravado) uma conversa com Jair Bolsonaro, escreve o Congresso em Foco.

O filho Bolsonaro alegará que Kajuru precisa ser punido por quebra de decoro parlamentar, já que tornou pública uma conversa feita com o presidente  por telefone.

Segundo pessoas próximas à família, Bolsonaro foi surpreendido com a divulgação da conversa por Kajuru e não tinha ideia de que estava sendo gravado.

Na gravação, o presidente reclamou que o foco da CPI da covid-19 será apenas o governo federal. Ele cobrou que governadores e prefeitos também sejam chamados para prestar satisfações.

Bolsonaro também pediu a Kajuru para pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) a abrir processo de impeachment contra ministros da corte.(com agência Sputnik Brasil)



O vazamento de uma conversa pessoal entre o senador Jorge Kajuru e o presidente da República, Jair Bolsonaro, segue rendendo polêmicas em Brasília.
O senador Flavio Bolsonaro durante sessão no plenário


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais