Desenvolvimento Sustentável

.

O conceito de Desenvolvimento Sustentável foi criado em 1983 pela Comissão Mundial sobre Meio-Ambiente e Desenvolvimento, que integra a Organização das Nações Unidas (ONU), na Conferência de Estocolmo, na Suécia.

"Desenvolvimento Sustentável é aquele que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades" - diz o texto divulgado nesse encontro.

Os objetivos do desenvolvimento sustentável foram criados com a intenção de orientar políticas nacionais e promover atividades corporativas entre os países até o ano de 2030.

Em 2015, foram definidos os 17 objetivos. Que, para resumir, aqui, expressam a preocupação com uma sociedade mais justa, consciente e igualitária, de modo que todos sejam favorecidos.

Depois de muito pesquisar e de debater sobre o assunto, defendo um Projeto Nacional de Desenvolvimento Sustentável para o Brasil.

O país está enlutado pela morte de mais de 400 mil cidadãos vitimados pela pandemia . E, em maio deste ano, mês das comemorações pelo Dia do Trabalho, dados de entidades oficiais revelaram que existem, atualmente, no país, 14 milhões de desempregados. No entanto, ouso pedir licença para falarmos de alternativas e de esperança.

A emergência do clima impõe à sociedade mundial a obrigação de reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Aqui, reside um problema, mas também uma oportunidade.

Para atingir as metas estipuladas pelas agências do clima, poderíamos atuar de duas maneiras diferentes. A primeira seria a redução drástica dos níveis de crescimento. De acordo com estudos, essa seria a forma mais robusta para reequilibrar a vida humana e o meio-ambiente.

A outra opção, na qual me filio (é a opção defendida por pensadores como, por exemplo, Noam Chomsky) seria promover a transição da matriz energética atual para novas energias limpas.
Para tal corrente, a conjugação de novos investimentos públicos e privados deve garantir crescimento em harmonia com o meio-ambiente. A isso deram o nome de "Green New Deal".

A transição energética nos proporcionaria oportunidades de empregos, riquezas, além de uma nova infraestrutura verde exigível para a moderna economia de baixo carbono.

Vale dizer que tal modelo está ancorado no desenvolvimento sustentável que pressupõe a inter-relação do tripé social, econômico e ambiental.

O êxito brasileiro estaria na adoção de um Projeto Nacional de Desenvolvimento Sustentável, o qual leve em consideração as dimensões conjunturais e estruturais.

Esse plano deverá nos conectar a um futuro próximo. Estudiosos avaliam que só no Brasil há um potencial de criação da dois milhões de empregos verdes.

Creio que possível conjugar criação de riquezas, equilíbrio ambiental e redução de desigualdade social. Esse é o ponto de partida .

A nova abordagem do presidente americano Joe Biden nos permite sonhar com melhores dias e com melhores relações mundiais.

Não percamos as oportunidades e iniciemos uma nova era de prosperidade, também no Brasil.

*Cientista político e porta-voz do Rio Boa Praça.