Amorim conversa com autoridades francesas sobre venda de caças para o Brasil

O ministro brasileiro da Defesa, Celso Amorim, tem reunião marcada nesta terça-feira com o ministro da Defesa da França, Gérard Longuet, e com o chanceler francês, Alain Juppé. Em discussão, a cooperação militar e industrial entre a França e o Brasil. Os franceses insistem na venda dos 36 caças Rafale ao governo brasileiro. Amanhã (19), Amorim se reúne com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, para falar sobre o mesmo assunto.

Na semana passada, a empresa Rafale International informou que se dispõe a fazer uma associação com companhias e universidades brasileiras, se o governo do Brasil comprar os caças da França. O avião supersônico é usado pelas Forças Armadas da França. 

A concorrência para a venda dos jatos de combate envolve a francesa Dassault, a norte-americana Boeing – que disputa com o F-18 – e a sueca Saab – que concorre com o Gripen.

Depois do encontro com Sarkozy amanhã, Amorim vai para a Normandia visitar o estaleiro naval onde estão em construção quatro submarinos convencionais de classe Scorpène. O governo brasileiro comprou da França esse tipo de submarino em um acordo de parceria estratégica entre os dois países que inclui a transferência de tecnologia francesa para o Brasil.