TSE aprova recadastramento biométrico em mais 20 cidades de cinco estados 

Em mais uma etapa para atingir a meta de recadastramento biométrico de cerca de 10 milhões de eleitores já para o pleito municipal do próximo ano, o Tribunal Superior Eleitoral aprovou a revisão obrigatória do eleitorado de mais 20 municípios de cinco estados, alcançando mais de 800 mil votantes. A autorização está prevista em dois provimentos da corregedora-geral eleitoral, ministra Nancy Andrighi, divulgados nesta sexta-feira. O objetivo do recadastramento é habilitar os eleitores a votarem nas urnas eletrônicas depois de serem identificados por meio de suas impressões digitais.

A revisão eleitoral para identificação biométrica já está em curso, desde o primeiro semestre, em todos os municípios de Alagoas e de Sergipe, nas capitais Curitiba (PR) e Goiânia (GO), nos municípios paulistas de Jundiaí e Itupeva e em seis cidades pernambucanas: Aliança, Caruaru, Catende, Macaparana, Sanharó e Vicência. Juntos, esses locais somam cerca de 6,5 milhões de eleitores

Com os novos provimentos, serão incluídas na revisão eleitoral as seguintes localidades: Dores do Rio Preto (ES); Cuiabá (MT); Itaguara, Itapeva e Montezuma (MG); Porto Velho, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste e Castanheiras (RO); Aliança, Cariri, Crixás, Gurupi, Abreulândia, Divinópolis, Marianápolis, Monte Santo, Paraíso, Pugmil e Tupirama (TO). 

A expectativa do TSE é de que, nas eleições gerais de 2018, todos os eleitores do país possam ser identificados biometricamente na hora de votar.