SC: moradores ameaçam equipes de resgate com armas e pedras

Moradores de bairros alagados da cidade de Itajaí, um dos municípios atingidos pelas cheias em Santa Catarina, estão ameaçando as equipes de resgate com pedradas e até com armas, segundo informam voluntários que auxiliam o trabalho da Defesa Civil.

As ameaças teriam ocorrido porque quando os jipes e barcos passam pelas ruas alagadas provocam ondas que destroem os muros e portões das residências. Segundo um dos voluntários, uma senhora deixou de ser atendida porque a equipe foi ameaçada com uma espingarda.

A Defesa Civil informa que os voluntários e trabalhadores estão identificados, e pede que a população colabore pela situação de emergência que a cidade enfrenta.

Os saques de supermercados e residências são outra preocupação da população e das equipes de emergência. Segundo a Polícia Civil, ao menos quatro estabelecimentos comerciais foram saqueados de ontem para hoje, além de diversos relatos de casas invadidas. As polícias civil e militar reforçaram o policiamento nos maiores supermercados da cidade.

Sobe para cinco o número de municípios em calamidade

Aurora, no Vale do Itajaí, se tornou o quinto município catarinense a decretar estado de calamidade pública em consequência das enchentes que atingem o Estado, informou a Defesa Civil em boletim atualizado às 18h. Agronômica, Brusque, Ituporanga e Rio do Sul já integravam a lista.

De acordo com o levantamento, o número de desalojados (pessoas que foram para a casa de amigos ou familiares) era de 153.065, enquanto o de desabrigados (que tiveram que ir para abrigos) era de 13.925. Ao todo, 38 cidades decretaram situação de emergência e 86 fizeram notificação preliminar de desastre.

Apesar da melhora no tempo, o número de afetados pela chuva continua subindo e chegou a 927.127 em 91 cidades. O município de Laurentino ainda não conseguiu enviar dados por causa da falta de comunicação.

Mortes

A Defesa Civil confirmou duas mortes e três feridos em decorrência da chuva. Valdemiro Carminatti, 66 anos, trabalhava no telhado de sua residência, em Guabiruba, que despencou. Em Itajaí, Antônio José Mendonça, 50 anos, morreu afogado ao cair na água da enchente com nível de 1 m. Segundo a Defesa Civil, ele estava embriagado. 

Outra morte foi registrada em Rio do Sul. Um morador foi eletrocutado por um cabo da rede de energia, quando remava em um pequeno barco em meio a casas alagadas no município. No entanto, a Defesa Civil não confirmou se o óbito está diretamente relacionado à chuva, nem tinha o nome do homem.

Na manhã deste sábado, o Corpo de Bombeiros de Bombinhas encontrou os corpos de dois pescadores que estavam desaparecidos desde quinta-feira. Segundo a corporação, o barco desapareceu quando o mar estava agitado por causa das chuvas. Outros dois pescadores continuam desaparecidos.

Situação das estradas

Às 17h, o trânsito estava interditado devido a água sobre a pista na BR-470 em cinco trechos: em Navegantes, nos kms 13 e 19; em Lontras, no km 134,5; em Rio do Sul, no km 145; e em Agronômica, nos kms 149,7 (trevo de Laurentino) e 153 (localidade de Mosquitinho).

Em Ibirama, no km 113 da BR-470, o trânsito estava restringido para veículos grandes, devido a problemas na ponte do rio Hercílio. Em Pouso Redondo, no km 190 (serra da Santa), o trânsito estava totalmente liberado.

Já na BR-280, em Corupá, havia interdição devido a queda de brreira nos kms 93 e 94. A previsão de liberação é para domingo.

Na BR-116, em Monte Castelo, no km 74, o trânsito fluia alternadamente entre os sentidos, devido a lâmina de água sobre a pista. As rodovias BR-101 e BR-282 não apresentavam interrupções.

As rodovias estaduais apresentavam vários pontos de interdição, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual. Devido a quedas de barreiras, havia bloqueios no km 17,9 (Witmarsum) da SC-421, km 137 (Rio do Campo) da SC-423, km 22,8 (Leoberto Leal) da SC-428, km 116 e km 125 (Anita Garibaldi) da SC-456. Também devido a queda de barreira, o trânsito era precário no km 80 (Timbo Grande) da SC-478.

Com a pista alagada, estavam interditadas as rodovias SC-302 (km 279 - Aurora e km 216 - Passo Manso/Taió), SC-429 (km 7 - Lontras), SC-422 (km 151 ao 155 - Taió), SC-470 (kms 4 e 15 - Itajaí e Ilhota), SC-426 (km 41 - entre Trombudo Central e Agrolândia).

Em meia pista, estavam as rodovias SC-408 (km 19 - São João Batista e km 34 - Major Gercino), SC-477 (km 170 - Benedito Novo), SC-438 (km 42 - Painel), SC-303 (km 152 ao km 166 - Rio das Antas).