Turismo foi avisado de investigação do TCU há 4 meses, diz jornal

O Ministério do Turismo foi avisado das investigações de irregularidades nos contratos da pasta com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibasi) pelo Tribunal de Contas da União (TCU) há cerca de quatro meses. O órgão fiscalizador enviou um ofício ao gabinete do ministro Pedro Novais no dia 7 de abril deste ano.

No documento, o TCU pedia esclarecimentos sobre um contrato para treinamento de mão de obra firmado com o Ibasi. O convênio é um dos investigados pela Polícia Federal (PF). Na terça-feira passada, a Operação Voucher, da PF, terminou com a prisão de 36 pessoas, entre funcionários do ministério e de empresas.