Jornal: entidade que recebeu verba do Turismo fica em igreja 

A sede a Conectur, entidade conveniada ao Ministério do Turismo que recebeu cerca de R$ 2,5 milhões do governo federal para pesquisas relacionadas ao setor no Amapá, funciona numa igreja evangélica. No endereço oficial em Macapá, capital do Estado, acontecem os cultos da Assembleia de Deus Casa de Oração Betel. As informações são da edição deste domingo do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo a publicação, Wladimir Furtado, pastor que se apresenta como "turismólogo", é o dono da Conectur. Ele mora no andar de cima da propriedade e foi preso na Operação Voucher, da Polícia Federal (PF), acusado de envolvimento nos desvios de recursos em convênios do Ministério do Turismo. Ele repassaria parte dos recursos obtidos do governo federal a deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP).