Deputado do castelo deixa vice-presidência de estatal

BELO HORIZONTE - O ex-deputado federal Edmar Moreira (PR-MG) deixou nesta quinta-feira a vice-presidência que ocupava desde o dia 4 de abril na estatal Minas Gerais Participação (MGI). O salário dele era de R$ 11 mil. O governo de Minas não informou se ele pediu para sair ou foi demitido. As informações são da Rádio CBN.

Em 2009, Moreira, então deputado, enfrentou processo no Conselho de Ética após a descoberta de que ele possuía um castelo de R$ 25 milhões não declarado.

Ele também foi acusado de usar notas de uma empresa de sua propriedade para justificar gastos de verbas da Câmara. Moreira foi absolvido no caso.

Ainda segundo o governo mineiro, como vice-presidente da MGI, o ex-deputado tinha a obrigação de comparecer regularmente à sede da empresa.