Alencar ficaria feliz por mim, diz Lula em Portugal

COIMBRA - Ao chegar esta manhã à Universidade de Coimbra, em Portugal, para receber um título de doutor honoris causa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o seu ex-vice, José Alencar, ficaria "muito feliz" por ele se estivesse vivo.

Lula afirmou sentir "um misto de alegria e tristeza", pelo reconhecimento da Universidade de Coimbra e pela morte de José Alencar, na tarde de terça-feira. "Conversei com ele no dia do embarque e ele estava muito feliz."

Lula lembrou que o ex-vice foi homenageado junto com ele em janeiro, quando os dois receberam um título de honoris causa da Universidade de Viçosa, em Minas Gerais.

O ex-presidente chegou à universidade por volta das 9h40 e foi recebido por um grupo de estudantes brasileiros da instituição, que o cercaram em busca de fotos e autógrafos.

Nesta terça-feira, quando soube da morte de Alencar, Lula chorou e disse que dedicava ao político o título honoris causa da Universidade de Coimbra.

Lula iniciou o pronunciamento dizendo que não tinha muito que falar e classificou o momento como de "muita dor e muito sofrimento". O ex-presidente relembrou seu mandato junto a Alencar e Dilma e afirmou que a relação dos dois não era de vice e presidente e sim de "irmãos e companheiros".

O ex-presidente, que estava visivelmente emocionado, precisou interromper seu discurso em várias ocasiões. Lula disse que falou com Alencar antes de embarcar para Portugal. "Ele disse que estava bem, que estava em casa e que ele sabia que, do ponto de vista clínico, ele não tinha mais muita expectativa, mas como era um homem de fé, ele tinha esperança que a fé em Deus iria ajudá-lo", lembrou Lula.

"É muito fácil a gente falar das pessoas depois que morrem porque todo mundo fica bom depois que morre, mas o José Alencar era bom em vida", disse Lula.

O ex-presidente ainda ressaltou a importância de Alencar em sua campanha. "Todo mundo sabe que eu perdi muitas eleições no Brasil, todo mundo sabe que eu tinha 30%, 34%, 32%, 33% e eu precisava encontrar restante, e o restante eu encontrei no José Alencar".

Sobre o ex-vice-presidente, Lula disse que era "um homem de dimensão extraordinária" que tinha um otimismo que chegava a dar inveja. "Poucos seres humanos têm a alma de José Alencar", afirmou.