Justiça do RS nega transferência de investigado por atropelamento de ciclistas

PORTO ALEGRE - A juíza Rosane Ramos de Oliveira Michels, da 1ª Vara do Júri, negou a transferência do investigado pelo atropelamento de ciclistas em Porto Alegre, Ricardo Neis, do Hospital Parque Belém. O bancário internado está sob custódia policial. Tomada na noite desta quinta, a decisão recusa a solicitação da Polícia Civil de remoção e aceita o pedido da defesa de Neis.

Em nota divulgada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, a magistrada levou em conta dois atestados firmados por médicos do Hospital que prescrevem a necessidade de acompanhamento psiquiátrico. "Foi diagnosticado quadro depressivo, com risco de suicídio, sob cuidados médicos especializados em unidade psiquiátrica fechada, sob cuidado e vigilância contínuos", diz a nota.

Na manhã de quarta, um mandado de prisão preventiva contra Ricardo Neis foi cumprido. No entanto, o bancário está hospitalizado e só pode ser levado quando receber alta médica.