STJ ignora teto e paga "supersalário" a ministros, diz jornal

De 30 ministros que compõem o Superior Tribunal de Justiça (STJ), 16 receberam mais do que a lei permite, de acordo com a edição deste domingo do jornal Folha de S. Paulo .

O tribunal teria usado uma brecha para driblar o teto salarial de R$ 26,7 mil, imposto pela Constituição, e pagou em média, em 2010, R$ 31 mil aos ministros. O valor ultrapassa em R$ 5 mil o limite previsto pela lei. O STJ pagou, de acordo com o jornal, mais de 200 "supersalários", sendo que apenas 26 deles foram devolvidos.

De acordo com a reportagem, no ano passado foram gastos R$ 8,9 milhões com os salários dos ministros. Um único ministro teria recebido R$ 93 mil em um mês.

Pelo menos 21 ministros receberam mensalmente R$ 2.792 e R$ 5.585 em vantagens pessoais, incluindo incorporação de 20% de funções anteriores e abonos por tempo de serviço